Uso de máscara em São Paulo segue obrigatório

45
CPTM Máscaras
Imagem de Abhilash Jacob por Pixabay

O uso de máscara de proteção facial contra o coronavírus segue obrigatório em São Paulo e sem data prevista para suspensão. O anúncio foi feito pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, nesta quinta-feira, dia 14 de outubro de 2021, em coletiva de imprensa virtual.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, o anúncio foi baseado em estudo científico produzido pela Secretaria Municipal da Saúde, cujo resultado permitiu a liberação do distanciamento mínimo de um metro em escolas da rede municipal, teatros e cinemas, a partir de sexta-feira, dia 15 de outubro.

“Em espaços como teatros e cinemas, onde é obrigatório o distanciamento de um metro, a partir de amanhã já estará liberado. Será possível que se faça a utilização dos espaços sem que tenha o espaçamento de um metro entre uma cadeira e outra”, anunciou o prefeito. “Continua obrigatório o uso da máscara e orientamos que, mesmo com um público com menos de 500 pessoas, façam a comprovação da vacina, cujo documento pode ser obtido por meio do aplicativo E-Saúde. Para eventos com mais de 500 pessoas, continua obrigatório a apresentação do passaporte da vacina, completou Nunes.

A definição da nova recomendação foi feita com base no método de rastreamento, monitoramento e testagem de contato Rastcov-Sampa Situação Epidemiológica. “O monitoramento e rastreamento dos casos de contado da Covid-19 é uma das medidas estratégicas para que a gente consiga reduzir a transmissão doença. Essa estratégia possibilita que a gente identifique e isole novos casos, prevenindo o surgimento de casos secundários”, explicou a coordenadora do núcleo epidemiológico da Vigilância Sanitária, Paula Bisordi Ferreira.

O objetivo da ação foi compreender a dinâmica da transmissão Covid-19 entre os contatos próximos de casos confirmados frente ao cenário de predominância da variante Delta.

“O estudo nos recomenda a utilização de máscaras tanto em ambientes fechados como em ambientes abertos. Nós iremos fazer uma nova rodada desse estudo até o dia 10 de novembro, mas permanece o uso obrigatório de máscara na cidade de São Paulo”, ressaltou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

Deixe seu comentário