Transportes Metropolitanos incentivam o uso de bicicletas no Dia Mundial sem Carro

Estações da CPTM, Metrô e terminais da EMTU oferecem mais de 11 mil vagas em bicicletários, além de apoio a faixas exclusivas para bicicletas

56
Bicicleta Foco
Imagem de daschorsch por Pixabay

O Dia Mundial Sem Carro, comemorado nesta quarta-feira, dia 22 de setembro de 2021, é uma data para que a mobilidade seja debatida, com foco na oferta de transportes alternativos para a sociedade.

Com objetivo de enaltecer o dia, a Secretaria de Transportes Metropolitanos, por meio das empresas que a integram, além de promover o transporte público de passageiros em massa, reforça que também oferece condições para que a população integre transportes alternativos, entre eles a bicicleta, em seus trajetos.

São mais de 11 mil vagas em bicicletários do sistema metropolitano de transportes e 36 quilômetros de faixas exclusivas para bicicletas, totalmente separadas do trânsito de veículos automotores.

Confira abaixo onde estão localizados e o melhor caminho para trilhar no Dia Mundial Sem Carro:

Bicicletários

EMTU

A EMTU mantém bicicletários nos terminais metropolitanos Jabaquara, São Bernardo do Campo, Santo André Oeste, Americana, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste e Luiz Bortolosso (Osasco). Além disso, o VLT conta com bicicletário com controle de acesso na Estação Barreiros, em Santos, e outras 12 estações com bicicletários externos de livre acesso. São 1.145 vagas totalmente gratuitas nos bicicletários da EMTU.

Mais informações sobre horários, locais e regras estão no site da EMTU.

CPTM

Os passageiros da Companhia contam com 6.257 vagas em 33 bicicletários próprios. Existem mais três bicicletários administrados por terceiros, somando mais 2.428 vagas. Os bicicletários administrados pela CPTM são gratuitos. Para utilizá-los, basta fazer o cadastro mediante apresentação de RG e levar o próprio cadeado e corrente para prender a bicicleta​.

No site da Companhia, o ciclista encontra todas as informações dos locais e regras para uso dos bicicletários.

Metrô

O Metrô conta com 1.300 vagas em bicicletários e paraciclos distribuídos em 25 estações. O uso dos bicicletários é gratuito e a bicicleta deve ser retirada no mesmo dia. Os ciclistas devem levar seus próprios cadeados e correntes e não precisam fazer cadastro. Nos paraciclos, são as mesmas regras, porém vale lembrar que o Metrô não se responsabiliza pelas bicicletas nesses locais.

Outras informações, no site do Metrô.

ViaQuatro

A ViaQuatro conta com 432 vagas para bicicletas em quatro estações da linha. O serviço é oferecido gratuitamente ao passageiro e as regras estão no site da concessionária.

ViaMobilidade

São 664 vagas gratuitas nos bicicletários de nove estações da Linha 5-Lilás. As regras para uso podem ser acessadas diretamente no site da concessionária.

Ciclovia Rio Pinheiros

Inaugurada em 2010 pela CPTM, com 21,5 quilômetros de extensão ao longo da Linha 9-Esmeralda, a Ciclovia Rio Pinheiros é um espaço de lazer e prática esportiva, que funciona diariamente das 5h30 às 18h30 ou até meia-noite no trecho iluminado, entre a região da Ponte Estaiada e da Ponte do Jaguaré.

Em 2020, através de um chamamento público, a Companhia passou a gestão do espaço para a Farah Service, que fez obras para recuperar e pintar o asfalto, providenciou nova sinalização, instalou banheiros com chuveiros e pontos de apoio para ciclistas. A ciclovia recebe mais de 100 mil ciclistas por mês e conta com seis pontos de apoio com banheiro, bebedouro e atendimento, localizados ao longo do percurso: Avenida Miguel Yunes, Santo Amaro, Vila Olímpia, Cidade Jardim, Cidade Universitária e Villa-Lobos Jaguaré.

Ciclovia Linha 15-Prata

Sob todo o traçado da Linha 15-Prata, o Metrô construiu uma ciclovia de 13 quilômetros totalmente segregada e iluminada no canteiro central das avenidas Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello e Sapopemba. A via é aberta 24 horas para os ciclistas e cercada por um projeto paisagístico com jardim e árvores, tornando-se uma importante opção de deslocamento e lazer aos moradores das regiões de São Mateus, Sapopemba, Parque São Lucas e Vila Prudente.

Ciclovia Caminho Verde

Construída em 2008 pelo Metrô, foi a primeira das ciclovias implantadas pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos. A Caminho Verde tem 12 quilômetros, ligando as estações Corinthians-Itaquera e Tatuapé, ao lado da Radial Leste e ao longo da Linha 3-Vermelha do Metrô e 11-Coral e 12-Safira da CPTM. Com jardins e uma topografia plana, é um grande atrativo para os ciclistas, que usam o trajeto como meio de transporte ou área de lazer. O percurso é todo iluminado e pode ser usado de dia e de noite.

Embarque com bicicleta

Na CPTM, no Metrô, na ViaQuatro e na ViaMobilidade o embarque com bicicletas convencionais e também elétricas de tamanho semelhante ao das convencionais é permitido entre 10h e 16h e das 21h até o encerramento da operação, sempre no último carro e no limite de quatro bicicletas por viagem. Aos sábados, domingos e feriados, os passageiros podem embarcar com suas bicicletas durante todo o dia.

Deixe seu comentário