Empresas de transporte público podem se beneficiar de maior colaboração e segurança nos terminais, pontos de parada e veículos

As soluções de gestão de segurança e inteligência de negócios da Genetec ao unificarem e integrarem novas soluções aos sistemas legados respondem as demandas dos clientes e ampliam os níveis de colaboração e de eficiência operacional

68
Mobilidade Ônibus

Foto de Jen no Pexels

O rápido avanço tecnológico, o incremento da urbanização e o crescimento das expectativas de passageiros e de governos estão pressionando as empresas de transporte público a se modernizarem. Enquanto passageiros buscam mais conveniência, informações personalizadas e segurança, as companhias do setor, tradicionalmente isoladas, se esforçam para promover as mudanças tecnológicas necessárias para atender às expectativas. Para se manter à frente, as companhias devem promover uma colaboração mais estreita entre grupos internos para criar a abordagem unificada necessária para lidar com a realidade atual.

A Genetec acredita que o que está impulsionando a colaboração na indústria de transporte público no Brasil e no mundo é a percepção, por parte das empresas, de que a manutenção de métodos de trabalho antigos, que mantém as equipes isoladas em suas respectivas áreas estão fazendo com que retrocedam no tempo. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria sobre mobilidade urbana no Brasil apontou, em 2011, que 26% dos brasileiros gastavam mais de uma hora por dia em deslocamento para atividades rotineiras, como trabalho e estudo. Em 2014, esse percentual chegou a 31%.

Na época da pesquisa, os entrevistados afirmaram que, entre as melhorias a serem feitas, para ampliar a adesão aos serviços de transporte público estavam oferecer maior conforto, pontualidade na chegada aos pontos de ônibus e menor tempo de viagem, assim como melhor treinamento dos funcionários, para que atendam melhor aos diferentes perfis do público. No estudo, a necessidade de maior segurança ganhou destaque, sendo lembrada por 21% dos entrevistados.

Nos Estados Unidos, por exemplo, aproximadamente 6.800 organizações são responsáveis pelo transporte público. Para muitas dessas empresas, as soluções de segurança física costumam ser adotadas de maneira independente, de acordo com a necessidade de cada departamento, e não como uma demanda de toda a organização. O metrô, por exemplo, pode usar um conjunto de tecnologias completamente diferente de outra divisão – como o trólebus, que por sua vez difere totalmente do que é usado pelas empresas de ônibus.

E embora os avanços na tecnologia possam, de maneira geral, capacitar as empresas de transportes para que ofereçam serviços mais eficientes aos passageiros, muitas cidades encontram barreiras internas, como departamentos isolados e restrições orçamentárias, que impedem a adoção de inovações eficazes e benéficas para os usuários finais.

À medida que veículos e tecnologias de transporte mais antigos são eliminados, abre-se novas oportunidades para redefinir estratégias. O foco deve ser a interconectividade e a melhor forma de implementar e gerenciar soluções de segurança física e inteligência operacional em todos os locais da rede de transportes. Por isso, a nova perspectiva é a da unificação de processos de segurança, que ajudam a se obter maior inteligência operacional. “A unificação é essencial para incorporar novas soluções tecnológicas, que afetam todos os aspectos das operações de transportes. Mas como uma estrutura interna unificada pode ajudar na implementação de novas soluções tecnológicas, a própria tecnologia também pode incentivar a unificação organizacional, especialmente para segurança”, diz José Castro, gerente de parcerias institucionais da Genetec.

Como as agências de transporte público se beneficiam da unificação

Uma solução de segurança de transportes unificada é diferente de uma solução de sistemas integrados. Em sua essência, a solução unificada é um conjunto de produtos desenvolvidos como uma solução. Uma empresa de transporte público pode, por exemplo, padronizar em uma única plataforma de segurança toda a organização. A partir daí, é possível combinar, lentamente, todos os sistemas independentes nesta nova plataforma e gerenciar a segurança em toda a sua operação como um único sistema.

A unificação é uma estratégia de melhoria de serviços no transporte público com longo alcance:

  • Dados unificados a bordo ou em instalações de transportes: possibilita que a empresa pare de perder tempo coletando vídeos a bordo manualmente ou usando fontes de dados separadas para construir uma linha do tempo de eventos. Uma plataforma unificada head-end simplifica as operações ao compilar e sincronizar dados, seja em veículos a bordo ou em instalações de transportes;
  • Acesso independente e centralizado: as companhias podem contar com uma equipe centralizada para monitorar e gerir a segurança em toda a organização, oferecendo ao mesmo tempo acesso aos seus próprios sistemas e dispositivos a departamentos específicos;
  • Acesso mais rápido a novas tecnologias: Uma solução de segurança unificada permite às empresas manter os dispositivos existentes e acrescentar novas tecnologias ao longo do tempo. Elas podem também adicionar licenças e experimentar novas funcionalidades e aplicações incorporadas conforme necessário, sem problemas de compatibilidade;
  • Menos formação e manutenção: os operadores de transporte público só precisam aprender o funcionamento de entradas e saídas de uma única solução de segurança. Os profissionais que lidam com a manutenção também têm um trabalho mais fácil porque todas as atualizações e configurações do sistema são geridas dentro da mesma plataforma;
  • Redução dos custos operacionais: controle centralizado, processos mais eficientes, menos formação e manutenção ajudam a reduzir os custos operacionais. Há apenas um acordo de manutenção de software para ser renovado todos os anos;
  • Processos simplificados e mais eficientes: utilizando uma plataforma única, as empresas de transportes podem capacitar os operadores com protocolos de resposta automatizada para melhorar a resposta a emergências. Não importa onde um incidente tenha ocorrido, os investigadores poderão recuperar rapidamente as provas e compartilhá-las com as autoridades em segurança;
  • Aumento do serviço ao cliente: manter os clientes satisfeitos e seguros pode ser um catalisador para gerar mais receitas. A partilha do acesso ao vídeo com outros departamentos operacionais pode assegurar que os trens ou ônibus cheguem a tempo, que os procedimentos de segurança sejam seguidos, e que os inquéritos sobre itens perdidos ou roubados sejam resolvidos mais rapidamente.

O passo mais importante na unificação da segurança do trânsito de massa

A unificação não acontece da noite para o dia. As companhias de transporte público em todo o mundo que já começaram a unificar as suas soluções de segurança estão a pensar a longo prazo e a adoptar uma abordagem por fases. Mas o passo mais crítico é primeiro formar uma equipe centralizada para supervisionar o projeto de unificação. Esta equipe reúne todos outros times, para que a tecnologia seja unificada também.

Ela torna-se o ponto central de contato para todos os departamentos, empreiteiros e prestadores de serviços, que gerenciam a segurança física. Eles supervisionam a visão de nível superior para a solução unificada de transporte público, ao mesmo tempo que consideram as necessidades de cada divisão dentro da organização.

Entre seus objetivos, a equipe pode incluir a criação das bases para a infraestrutura de informática, que apoiarão a solução unificada e futuras expansões, que serão necessárias para se adequar às mudanças de mercado. É neste momento que a arquitetura aberta da plataforma unificada entrará em ação, possibilitando que a equipe seja sempre flexível e tenha acesso às mais recentes inovações, incluindo desde a análise de novos perímetros até às tecnologias automatizadas de drones.

“Avançar em direção a uma plataforma de segurança unificada pode parecer assustador para as companhias de transporte público. Ao decidir criar uma equipe dedicada e dar um passo de cada vez, qualquer agência de trânsito pode começar a modernizar a segurança e aumentar a colaboração entre as equipes”, diz Castro.

Segundo ele, para a criação da infraestrutura de TI adequada e a escolha de uma plataforma aberta faz com que o investimento vá além. Com tudo em seus devidos lugares, torna-se mais fácil começar a reunir câmeras e demais dispositivos existentes na nova plataforma de segurança, bem como trazer os sistemas de veículos a bordo e outras tecnologias para o maior quadro de segurança de todos os tempos.

“Os benefícios serão percebidos na melhor gestão da segurança das instalações e veículos, na melhor definição, por exemplo, do número de trens ou ônibus necessários para atender as diferentes regiões, de acordo com a demanda pelos serviços, na melhor escala dos serviços de manutenção e de limpeza, entre outros itens, que contribuirão para que o passageiro se sinta mais bem servido, confortável e seguro”, conclui o gerente da Genetec.

Para mais informações sobre como manter as operações de transportes em movimento, visite o site da Genetec.

Sobre a Genetec

A Genetec Inc. é uma empresa de tecnologia inovadora, com um vasto portfólio de soluções nas áreas de segurança, inteligência e operações. O produto carro-chefe da empresa, o Security Center, é uma plataforma de arquitetura aberta que unifica o monitoramento por vídeo baseado em IP, controle de acesso, reconhecimento automático de placas automotivas (ANPR), comunicação e análise de dados.

A Genetec também desenvolve serviços e soluções na nuvem, pensados para melhorar a segurança, e contribui com novos níveis de inteligência operacional para governos, empresas, transporte e as comunidades em que vivemos. Fundada em 1997, com sede em Montreal, no Canadá, a Genetec atende seus clientes globais por meio de uma extensa rede de revendedores, integradores, canais certificados e consultores, em mais de 80 países. Para mais informações sobre a Genetec, visite o site da empresa.

Deixe seu comentário