Primeiro viaduto estaiado de São Bernardo do Campo vai atender 20 mil viagens por dia

Construção do elevado permitirá a ligação direta entre os corredores viários Robert Kennedy, Ribeirão dos Couros e 31 de Março

1947
Viaduto Estaiado São Bernardo
Foto: Divulgação/Prefeitura de São Bernardo

A Prefeitura de São Bernardo do Campo anunciou a construção do primeiro viaduto estaiado do município que proporcionará aos motoristas uma ligação direta entre os corredores viários Robert Kennedy, Ribeirão dos Couros e 31 de Março, desafogando assim o tráfego de veículos na Avenida Piraporinha e demais vias do Centro da cidade. A expectativa é que o elevado atenda uma demanda de 20 mil viagens por dia, em ambos os sentidos, beneficiando motoristas que circulam dentro do município, em especial os que desejam acessar as cidades de Diadema ou São Paulo.

Projeto pioneiro no Grande ABC, o Viaduto Estaiado Robert Kennedy fará a transposição da Avenida Piraporinha, ligando a Avenida Robert Kennedy com o viário em construção na marginal do Ribeirão dos Couros, além de alças de acesso. A construção deve ser iniciada entre o fim deste ano e o começo de 2022, após o término do processo licitatório. A entrega do elevado, por sua vez, ocorrerá dentro do prazo de 24 meses. Neste período, a projeção é que as obras gerem 3.000 empregos diretos e indiretos.

Para isso, ao todo serão investidos cerca de R$ 133,3 milhões na construção do viaduto. Deste total, R$ 120 milhões serão repassados pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional. Será a maior verba repassada pela pasta na atual gestão. Outros R$ 13,3 milhões serão empenhados pela Prefeitura na execução do projeto.

“Com a construção deste viaduto, um novo eixo viário irá nascer em nossa cidade. Uma obra importante que irá eliminar os constantes congestionamentos na Avenida Piraporinha, que prejudicam o Centro da nossa cidade e chegam a Diadema”, destacou o prefeito Orlando Morando. Segundo o chefe do Executivo, o elevado permitirá ainda uma nova opção de rota para motoristas da cidade. “Quem vem do Grande Alvarenga e do bairro Assunção vai se conectar diretamente com o Corredor ABD através deste viaduto”.

ESTRUTURA

O Viaduto Estaiado Robert Kennedy terá 760 metros de extensão, com duas faixas de rolamento em cada sentido, além de passagem para pedestres. O ponto mais alto do viaduto terá 50 metros de extensão. O formato estaiado também é inédito na região.

A escolha deste modelo de projeto tem como objetivo causar menor impacto e interferências no viário da região, em especial no sistema de transporte público do Corredor ABD, que corta a Avenida Piraporinha. Com a construção neste formato, não haverá necessidade de intervenções no corredor de ônibus, nem desapropriações neste trecho.

CONEXÃO

De acordo com o projeto elaborado pela Secretaria de Transportes e Vias Públicas, a construção do viaduto possibilitará o acesso de motoristas à marginal do Ribeirão dos Couros, facilitando o acesso aos bairros Paulicéia, Rudge Ramos e Taboão. Nos deslocamentos metropolitanos, atenderá ainda os motoristas com destino à São Paulo e Diadema, através do Corredor ABD.

TRANSPORTE PÚBLICO

Do ponto de vista do transporte coletivo, a nova ligação permitirá ainda atendimento direto das viagens perimetrais com destino aos bairros da Paulicéia, Rudge Ramos e Taboão que atualmente precisam passar pela área central, através dos corredores João Firmino, Faria Lima e Vergueiro.

COMÉRCIO

O projeto do viaduto também deverá afetar positivamente o comércio da região. Isso porque, o novo viário permitirá um deslocamento mais rápido a área comercial do Largo do Piraporinha, que possui alta concentração de comércios e serviços, bem como, a localização do Terminal Metropolitano Piraporinha. O viaduto está localizado ainda ao lado da futura loja da Havan, a primeira a ser instalada no Grande ABC.

Deixe seu comentário