UPM2 lança super aplicativo de mobilidade que permite pagar passagens de ônibus com QR Code

Empresa firmou parceria com a SPTrans e começa a testar o pagamento da tarifa dos ônibus da capital paulista com QR Code, além de oferecer outras funcionalidades como, aviso de chegada dos ônibus, cartão virtual e pagamento de contas

156
Linha 4031 Madalena
Foto: Dalmo Pereira da Costa

Facilitar a jornada dos usuários do transporte público e promover inclusão social por meio da tecnologia. É com essa premissa que a startup paulista UPM2, anuncia o lançamento do super aplicativo de mobilidade urbana, SP Pass.

O conceito do super aplicativo visa concentrar o maior número de serviços online, como pagamentos, transferências, recarga do Bilhete Único, empréstimos e seguros em um único aplicativo. Como grande inovação, a UPM2 firmou parceria com a SPTrans, para desenvolver o novo meio de pagamento dos ônibus através do QR Code, e começará a testá-lo na capital paulista, como forma de modernização do Bilhete Único. A primeira linha a receber a nova tecnologia é a 4031/10, Parque Santa Madalena – Metrô Tamanduateí e estará disponível a partir do dia 1º de outubro de 2021.

Desenvolvido pela UPM2, o SP Pass chega ao mercado para atender uma grande necessidade dos usuários do transporte público. Segundo pesquisa realizada pela empresa Alelo, em conjunto com o IBOPE Conecta, 73% dos brasileiros gostariam de pagar as passagens de ônibus, trem e metrô com aplicativo mobile. Além disso, a tecnologia QR Code tem sido amplamente utilizada no país e se popularizou ainda mais com a chegada do PIX, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central do Brasil (Bacen).

“Estamos trabalhando há anos, para convencer o mercado de transporte público, que o pagamento pelo celular seria o futuro. Com muita perseverança, finalmente esse dia chegou, e o pagamento pelo celular com certeza é um caminho sem volta. Unimos os serviços de mobilidade urbana, com os serviços financeiros, assim surgiu o SP Pass. O SP Pass veio para facilitar a jornada dos usuários do transporte público, pois reúne informações como mapas e rotas, aviso de chegada dos ônibus, recarga do Bilhete Único, junto com todos os serviços de uma conta digital”, conta Petroni, CEO e Cofundador da UPM2.

A solução também quer atender os 45 milhões de brasileiros desbancarizados, que em grande maioria são usuários do transporte público, pois ao baixar o SP Pass, os usuários automaticamente terão à disposição uma conta digital e um cartão virtual, podendo assim aproveitar das diversas funcionalidades disponíveis no super aplicativo.

“O SP Pass é muito mais que um simples aplicativo de mobilidade urbana. Quem não é usuário do transporte público, por exemplo, vai poder utilizar o cartão virtual para fazer compras na internet, pagar o táxi, alugar uma bicicleta, ou cadastrá-lo em outros aplicativos, descontando diretamente do saldo da sua conta SP Pass. Já os usuários que quiserem usar o aplicativo somente com uma conta digital, para pagar boletos, fazer transferências ou recarga de celular, também podem. Queremos economizar tempo na jornada dos nossos usuários”, finaliza Petroni.

Sobre a UPM2

Cofundada por Rodrigo Petroni, a UPM2 é uma startup paulista que desenvolve soluções para mobilidade urbana. Seu propósito é oferecer aos usuários do transporte público um super aplicativo que concentra diversas funcionalidades, que vão desde a possibilidade de pagar a tarifa de transporte público por meio do QR Code, até uma conta digital, permitindo a inclusão social de uma grande parcela da população que ainda é desbancarizada.

Deixe seu comentário