​Estações Utinga e São Caetano do Sul da Linha 10-Turquesa irão receber obras de melhorias

Após readequações, os locais vão oferecer acessibilidade total, mais segurança e conforto aos passageiros

213
Linha 10-Turquesa
Plataforma da Estação São Caetano da Linha 10-Turquesa (Foto: Eduardo Silva)

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vai ampliar e melhorar as condições de acessibilidade das estações Utinga e São Caetano do Sul, da Linha 10-Turquesa. A ordem de serviço para início das obras civis e instalação de sistemas foi assinada na quarta-feira, dia 11 de agosto de 2021, em cerimônia com a presença do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy e o presidente da CPTM, Pedro Moro.

“Desde o começo de nossa gestão na Secretaria dos Transportes Metropolitanos trabalhamos para que a CPTM receba investimentos para melhorar a operação, trazendo mais agilidade e rapidez no ir e vir, e proporcionar mais conforto nas estações, com acessibilidade completa e maior segurança a todos. Anunciar que essas duas estações passarão a oferecer um melhor serviço é uma grande satisfação, além do dever cumprido do Governo de São Paulo junto aos passageiros e à população da região do ABC”, ressalta, Alexandre Baldy, secretário dos Transportes Metropolitanos.

Com investimentos na ordem de R$ 52 milhões, o contrato tem prazo de 30 meses, sendo 18 meses de execução de serviços e 12 meses de operação assistida.

A remodelação das estações integra o plano da CPTM de adequar e revitalizar as estações para oferecer acessibilidade com autonomia, total ou assistida, e segurança para pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida. “Esse plano de adequação de algumas estações, especialmente da Linha 10, é uma conquista importante para melhoria da prestação de serviço aos passageiros, com solução de acessibilidade e outros itens que vão ampliar a mobilidade e garantir conforto nos deslocamentos dentro das estações”, afirma Pedro Moro, presidente da CPTM.

As obras vão beneficiar 32 mil passageiros diários que utilizam as duas estações com ampliação da cobertura das plataformas, readequação das bilheterias existentes, instalação de elevadores, bloqueios acessíveis, rampas de acesso e sanitários públicos acessíveis, além de embarque e desembarque com total acessibilidade para garantir a fluidez dos passageiros com conforto e segurança.

As duas estações vão receber redimensionamento e adaptações nos equipamentos dos sistemas elétrico, hidráulico e reservatórios, bem como todos os equipamentos de detecção, alarme e combate a incêndio.

Para ampliar a segurança do embarque e desembarque nos trens, serão executadas regularização e alteamento do piso das plataformas, saguão de acesso e entorno direto da estação. Já para melhorar o conforto dos funcionários, haverá adequação das salas operacionais existentes da estação com sanitários, vestiários e copas operacionais.

Estação Utinga

As intervenções em Utinga, localizada em Santo André, contemplam ainda instalação de dois elevadores para travessia da passarela existente entre plataformas, construção de rampa no acesso da Avenida da Paz (acessibilidade) e reforma e adequação da rampa de interligação com o viaduto (acesso norte). A Estação Utinga possui 1.783,50m² de área construída. Após as reformas, a futura estação passará a ter 1.894,90m².

Estação São Caetano

Com as intervenções, a estação ganha também instalação de quatro elevadores e quatro escadas para travessia entre plataformas, além de construção de rampa no acesso da Rua Perrella. A Estação São Caetano possui 3,4 mil m² de área construída e, com a nova estrutura a futura estação, terá 6,5 mil m².

Atualmente, 71 das 94 estações da rede da CPTM são acessíveis e todos os colaboradores estão disponíveis e preparados para auxiliar pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida a fazer seus deslocamentos.

Deixe seu comentário