Motoristas de ônibus da VB3 fazem paralisação em Campinas

133
VB3 Campinas
Foto: Rafael Senna

Motoristas de ônibus da empresa VB3 (Área 3 – Verde) de Campinas paralisaram as atividades no começo da manhã desta terça-feira, dia 31 de agosto de 2021.

Informação apurada pela EPTV dá conta que os trabalhadores protestavam contra punições que eles consideram indevidas como multas de trânsito.

A paralisação foi encerrada por volta das 7h40. Dos 179 coletivos da empresa, apenas 25 saíram da garagem.

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) informou que as linhas afetadas atendem a Zona Sul da cidade e quatro terminais de ônibus.

Emdec

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e a Secretaria de Transportes (Setransp) divulgaram uma nota, por meio de suas redes sociais, informando que a paralisação aconteceu aproximadamente entre 5h40 e 7h40. Por volta das 8h, 75% da frota paralisada já havia voltado às ruas. A operação foi normalizada antes das 9h. Leia abaixo a nota na íntegra.

“Usuários do transporte público coletivo de Campinas enfrentaram uma paralisação localizada no sistema, no início da operação desta terça-feira, dia 31 de agosto. A paralisação foi iniciada por volta das 5h40, por funcionários da garagem da empresa VB3, concessionária que opera linhas da Região Sul de Campinas (Jardim São Gabriel, Jardim Amazonas, São Vicente e São Pedro entre outras); e da região Norte (linhas do Terminal Barão Geraldo, San Martin, Alphaville, e algumas do Terminal Dom Pedro); além de itinerários do Terminal Metropolitano.

A paralisação perdurou por duas horas e foi finalizada por volta da 7h40. Às 8h, 75% da frota paralisada já voltou para as ruas. E a normalização da operação segue neste momento (8h15).

Por volta das 5h40, quando equipes da Secretaria de Transportes (Setransp) e da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) detectaram a paralisação, colocaram, imediatamente, em operação um plano emergencial para inclusão de veículos nas linhas troncos (linhas de maior demanda) para minimizar os impactos para a população.

Por volta das 6h20, os primeiros itinerários a receber a frota emergencial pelo plano operacional foram os das linhas 332 Terminal Metropolitano – Terminal Barão Geraldo e o da linha 333 Terminal Central – Terminal Barão Geraldo. Na primeira linha, foram injetados dois veículos articulados; e na segunda, quatro veículos.

Todos os esforços foram realizados com as empresas concessionários e cooperativas para alocar frota de outras garagens no atendimento das linhas afetadas.

De acordo com a Emdec, os demais terminais como o Mercado I e III, Ouro Verde, Vida Nova, Vila União e a região de Sousas, operam normalmente. Os terminais mais afetados com a paralisação foram o de Barão Geraldo e o Metropolitano, além das regiões citadas.

A operação emergencial teve o apoio de empresas e cooperativas, que cederam frota para ajudar na operação do transporte público.”

Deixe seu comentário