Riscos cibernéticos na indústria dos transportes

67
Soluções de logística
Foto de Marcin Jozwiak por Unsplash

Há uma imensa demanda por transportes e soluções de logística no Brasil, e o aumento das compras on-line amplia ainda mais a necessidade de serviços de transporte no setor de bens e serviços.

Com o avanço tecnológico e um mundo cada vez mais competitivo, as soluções de logística precisam estar cada vez mais interconectadas entre os seus diferentes pontos de operação, fornecedores, produtos e serviços e, claro, com os usuários finais – os consumidores.

Mas há uma série de ameaças cibernéticas que devem ser levadas em consideração para evitar prejuízos ao setor que ainda é extremamente vulnerável.

A importância do setor de logística no Brasil

Sem logística, é impossível imaginar um funcionamento minimamente satisfatório de praticamente qualquer setor da economia e das mais diversas áreas da vida de mais de 210 milhões de brasileiros.

É com a logística que bens, serviços, produtos e pessoas são transportados. São os modais de transportes que garantem que a comida chegue aos supermercados e, depois, na mesa das casas e é com soluções de transporte (principalmente de transporte público) que as pessoas conseguem se deslocar para o trabalho, a casa e os locais de lazer.

Essa imensa quantidade de pessoas e bens depende de uma gigantesca estrutura de logística para que a economia (e todas as outras áreas da vida) possa funcionar.

Com a pandemia, a importância dos transportes ficou ainda mais crucial, principalmente pelo aumento das compras on-line (por e-commerce) e pedidos por aplicativos diversos (em especial os de entrega de refeições).

Mas a realidade das estruturas logísticas do Brasil ainda não acompanha as necessidades reais do país.

Investimentos baixos

Mesmo com a imensa demanda por melhorias na logística (melhorias em estradas, ampliação de portos e aeroportos, canais de escoamento, integração de sistemas, mais ferrovias, dentre outras necessidades), este ainda é um setor com imensos atrasos e lacunas no Brasil.

Em média, os países em desenvolvimento investem aproximadamente 5% do PIB (Produto Interno Bruto) em melhorias de logística. Na última década, a média de investimentos do Brasil neste setor foi de apenas 2% em relação ao nosso PIB.

Isto significa que o montante de recursos alocados para o setor não corresponde à quantidade de investimentos necessários para aprimorar os transportes como um todo.

Além dos prejuízos físicos, há as brechas e ameaças digitais. A falta de investimento em segurança cibernética e aprimoramento dos sistemas faz com que grande parte do setor esteja extremamente vulnerável a ataques de hackers.

Ameaças cibernéticas

O Brasil ainda é um país com imensa vulnerabilidade em termos de segurança cibernética. Apesar de ter subido várias posições na edição de 2020 do ranking internacional de segurança cibernética da ONU, o país ainda enfrenta vários desafios neste setor.

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, as ameaças cibernéticas fazem parte dos cinco pontos principais para as vulnerabilidades de empresas e que causam mais impactos negativos nos negócios.

Há vários tipos de vírus e ataques direcionados para empresas do setor. Como as plataformas digitais de compra e venda são frequentadas por um número cada vez mais expressivo de pessoas, a quantidade de dados pessoais chama a atenção de hackers que enxergam nestes sistemas imensos bancos de dados com potencial para seus crimes e golpes.

A falta de proteção adequada para os sistemas e plataformas de operadores logísticos pode causar imensos prejuízos a clientes, fornecedores e às próprias empresas, que perdem credibilidade e entrada neste imenso mercado.

Criar um ambiente de segurança digital é tão crucial quanto investir na proteção física dos veículos e seus operadores, e investir numa boa infraestrutura tecnológica é tão necessário quanto investir na infraestrutura física de portos, aeroportos, rodovias e outros modais.

Dicas de segurança digital

Se você tem uma empresa de logística, é essencial seguir estas dicas fundamentais de segurança:

  • Invista em infraestruturas e tecnologia: invista em equipamentos de qualidade e atuais, que permitam mais eficiência na execução de tarefas;
  • Mantenha uma equipe de TI: tenha uma equipe de profissionais de TI à disposição para cuidar da sua infraestrutura em equipamentos e da segurança digital da sua empresa;
  • Tenha uma rede segura: invista na proteção da rede usada pela sua empresa e sempre mantenha um bom antivírus e um firewall ativos em todos os dispositivos;
  • Use credenciais: crie credenciais adequadas para cada nível de acesso aos seus sistemas de acordo com níveis hierárquicos da empresa. As credenciais devem ser de uso pessoal e intransferível;
  • Tenha uma boa VPN: use um serviço VPN confiável (há alternativas de VPN para Mac e outros sistemas). Elas melhoram a criptografia dos dados da sua conexão e mantém sua rede mais segura.

A prevenção é o melhor recurso para aprimorar a integridade dos seus sistemas e evitar prejuízos para sua empresa, seus fornecedores e, principalmente, seus clientes.

Deixe seu comentário