Motoristas de ônibus de Santos fazem protesto contra demissões

73
Valongo Santos
Foto: Márcio Rafael Martines

Os motoristas de ônibus de Santos, no litoral paulista, fizeram um protesto na manhã desta segunda-feira, dia 19 de julho de 2021, contra a demissão em massa dos funcionários do transporte coletivo municipal.

Informação apurada pela TV Tribuna dá conta que a Viação Piracicabana teria entrado em contato com o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos para tentar um acordo para parcelar as rescisões dos funcionários.

Os trabalhadores se reuniram na garagem da Viação Piracicabana, por volta das 4h da madrugada, para discutir o reajuste salarial (7,59% no salário e 11,11% nos benefícios), que deveria ter sido realizado em maio.

“A gente apresentou a proposta para a empresa e eles disseram que não têm como aumentar o salário”, disse o vice-presidente do sindicato, João Alberto Torres Simões.

O sindicato discutiu a proposta que recebeu da empresa para a rescisão em massa dos trabalhadores. “Pediram para fazer o acordo de parcelamento de rescisão dos trabalhadores, porque não tem mais condições de operar”, explicou.

A assembleia durou cerca de duas horas e houve um atraso na saída dos ônibus municipais da garagem. Por volta das 6h, os ônibus voltaram a circular pela cidade.

Por volta das 10h, os motoristas paralisaram o serviço novamente e se reuniram em frente ao Paço Municipal para pedir esclarecimentos à Prefeitura de Santos sobre a empresa, se houve quebra de contrato, e pedir o apoio do prefeito para que os trabalhadores não sejam demitidos.

Durante o protesto, as linhas municipais de ônibus não operaram em Santos por cerca de 1 hora.

Deixe seu comentário