Futuro da mobilidade depende da disposição das empresas em adaptar serviços e produtos

Relatório da Questtonó Manyone aponta cinco princípios primordiais para o sucesso da mobilidade: reduzir, ajustar, conectar, incluir e atrair

69
Mobilidade São Paulo

Foto de Gabriel Santos Fotografia no Pexels

Muito se discute sobre o futuro da mobilidade, mas para a Questtonó Manyone, hub de inovação global com mais de 28 anos de experiência no mercado, o termo vai além do deslocamento das pessoas em uma cidade e conecta as necessidades da humanidade com as do planeta, de maneira mais ampla. É isso que defende o relatório de mobilidade divulgado pela consultoria.

Em um futuro moldado pela crise climática e o advento acelerado de tecnologias, novas abordagens e conceitos de mobilidade irão se desenvolver, e as empresas precisam considerar as tendências globais para mudar seus hábitos e aderir às novas tecnologias para aprimorar suas ofertas.

“As empresas precisam oferecer serviços e produtos conectados às necessidades das pessoas, ao mesmo tempo em que adaptam e aprimoram suas ideias conforme o mundo muda. É colocar em prática a expressão do ‘trocar a roda com o carro em movimento’, ou seja, adaptação nos dias de hoje não é opcional, é uma necessidade”, explica Leo Massarelli, CCO da Questtonó Manyone.

Ao longo de sua história, a consultoria desenvolveu projetos para organizações globais como Ford, Toyota, Biomega, entre outras, e com base nessa experiência, agora divulga cinco princípios primordiais para um futuro melhor em mobilidade:

  • Reduzir: porque as emissões de gases poluentes e combustíveis têm que chegar a zero e, naturalmente, a eletrificação do transporte é a chave;
  • Ajustar: para oferecer aos usuários opções confiáveis e flexíveis de locomoção;
  • Conectar: criar parcerias intermodais para todo e qualquer tipo de transporte;
  • Incluir: para tornar a mobilidade mais acessível a todos;
  • Atrair: por meio da experiência e exclusividade para os usuários. Juntos, esses princípios proporcionam o futuro ideal para as pessoas, o planeta e os negócios.

“Não é por uma questão apenas de transporte, mas pela melhora da qualidade de vida e oportunidades que são geradas a partir do funcionamento otimizado e mais saudável da mobilidade urbana”, comenta Massarelli.

Segurança pessoal, acessibilidade e sustentabilidade são alguns dos resultados das premissas consideradas no relatório que podem nos levar a novas soluções para um futuro melhor em mobilidade.

“Estamos longe do ideal, mas a conscientização dos tomadores de decisão é o primeiro passo, e nós temos observado essa preocupação em nossos clientes. Quando isso ocorre, galgamos alguns passos rumo a um propósito de mobilidade em que, no futuro, todos possam ter acesso com segurança, independente da localização geográfica ou classe social e claro, preservando os recursos do planeta”, conclui Massarelli.

Sobre a Questtonó Manyone

A Questtonó Manyone é uma consultoria híbrida de estratégia e design que materializa tudo o que ainda está por vir. Com uma trajetória de sucesso de 28 anos e mais de 170 prêmios de design, tem grande conhecimento dos mercados dos Estados Unidos e do Brasil e trabalha para fornecer resultados baseados em dados e centrados no ser humano.

Uma equipe multidisciplinar de designers, engenheiros, pesquisadores e estrategistas identifica oportunidades de mercado exclusivas com base nas necessidades das pessoas e tendências culturais. De Hong Kong a São Paulo, de Nova York a Copenhagen, a Questtonó Manyone pode projetar e desenvolver produtos, serviços e experiências, físicas e digitais, para o mercado combinando o melhor em pensamento criativo, estratégia e tecnologia.

Deixe seu comentário