​Estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM passa por obras de revitalização

Quando as obras estiverem totalmente concluídas, os passageiros que passarem pela estação vão ganhar um ambiente mais acolhedor, com conforto visual e maior fluidez ​

135
Estação Barra Funda
Foto: Divulgação

A Estação Palmeiras-Barra Funda, uma das mais importantes da rede da CPTM, localizada na Zona Oeste da capital paulista, vai ganhar cara nova com obras de readequação para oferecer aos mais de 81 mil passageiros diários um ambiente mais acolhedor, com conforto visual e fluidez nos deslocamentos.

Com investimentos de R$ 27 milhões, as obras, que já estão em andamento, vão desde ampliação, reforma e adequações de ambientes à substituição de piso da plataforma, mezanino e áreas de circulação, com revestimento que contribui para segurança e conforto do espaço, incluindo instalação de rota de piso tátil. A estação também ganhará um novo projeto de iluminação, com lâmpadas mais sustentáveis.

Atualmente, a Estação Palmeiras-Barra Funda atende as linhas 7-Rubi e 8-Diamante, além de receber os passageiros que desembarcam do terminal de ônibus e do metrô. Deste modo, as obras de readequação vão melhorar a fluidez e os deslocamentos dos milhares de passageiros que utilizam esse ramal. “A estação está sendo cuidadosamente preparada para ter uma configuração moderna e acessível com o objetivo de atender com qualidade milhares de passageiros conectados à rede metroferroviária”, explica Pedro Moro, presidente da CPTM.

As melhorias na estação

Para a execução da revitalização foram programadas diversas obras que estão distribuídas entre as equipes técnicas da diretoria de operação e manutenção da CPTM. Segundo o diretor de Operação e Manutenção, Luiz Argenton, não haverá necessidade de interdição da estação. “Serão adotadas estratégias de convivência para garantir a continuidade da prestação de serviços aos passageiros com os menores impactos possíveis”, explica.

Dentre as obras civis previstas estão as construções de dois novos edifícios: um de 534 m² nas plataformas 7 e 8 e outro de 714m² nas plataformas 9 e 10. Estes prédios vão acomodar os colaboradores da operação, segurança, tração e limpeza que prestam serviços na estação. Além disso, a estação ganhará um novo projeto de iluminação totalmente aderente às normas vigentes com troca das luminárias atuais por modelo LED, substituição de 19 painéis de energia elétrica e distribuição.

A estrutura da estação também vai ser renovada com pintura predial, reparos na alvenaria e hidro jateamento das estruturas da cobertura, além de execução de limpeza e tratamento.

Cerca de 30 mil metros quadrados de piso, incluindo plataformas, mezanino e áreas de circulação, serão substituídos dos atuais plurigoma (pisos emborrachados) por um piso de granito com grau de levigamento, um conceito de rugosidade para não ficar escorregadio quando estiver molhado, especialmente em dias de chuva.

Para mais segurança no embarque e desembarque nos trens, as obras também contemplam a instalação de dispositivo para reduzir vão nas plataformas 4, 7, 8, 9 e 10 da estação, com adequação aos valores permitidos pela NBR 14021.

Com objetivo de dar mais comodidade e facilidade aos passageiros durante os seus deslocamentos, o projeto de readequação da estação também prevê renovação da comunicação visual, com a substituição de placas de sinalização direcional e de informação.

Deixe seu comentário