99% dos motoristas de aplicativo relatam queda nas corridas em nova fase restritiva

Kovi cria alternativas para gerar descontos e manter renda dos profissionais paulistanos

38
Carro de aplicativo
Foto de Viktor Bystrov por Unsplash

Com o marco de um ano de pandemia e a nova fase emergencial do Plano São Paulo, a mais restritiva contra a Covid-19, muitos setores foram afetados, assim como o de motoristas de aplicativo.

Uma pesquisa realizada pela Kovi – maior startup de locação de veículos para condutores de aplicativo – revela que 99% dos motoristas da cidade de São Paulo notaram uma redução pela metade nas chamadas.

“Nosso objetivo é auxiliar os motoristas em todas as situações, por isso, sempre criamos condições e promoções especiais para que eles não saiam prejudicados e consigam se manter, mesmo em situações adversas. Nas piores semanas do lockdown no ano passado, tivemos que fechar o pátio e por isso zeramos as entregas de carros. Neste lockdown, mesmo com a queda de corridas, por sermos um serviço essencial e termos um papel importante para o segmento, optamos em manter as entregas ativas. Vimos que a demanda para novas entregas não reduziu nesse período e estamos e com um volume igual ao antes da fase emergencial”, declara Adhemar Milani Neto, CEO da Kovi.

De acordo com o levantamento realizado com 1.314 motoristas da base da Kovi cadastrados em diversos aplicativos, 91% disseram que as corridas caíram muito nessa fase emergencial, 8% informaram que caíram um pouco e apenas 1% relataram não ter sido impactados. A média de corridas diárias dos motoristas caiu pela metade.

Antes eles alegavam realizar, em média, 22 corridas diárias e atualmente estão encerrando o dia com um total de 10 corridas. E para 89% dos condutores a expectativa é que esses números caiam ainda mais. Além disso, através dos dados internos da Kovi, foi constatado uma queda de 30% na quantidade de quilômetros rodados por conta da fase vermelha.

Sentindo a necessidade de auxiliar os motoristas, no início da pandemia em 2020, a Kovi criou um plano único no Brasil em que, por meio de uma tecnologia criada pela empresa, é possível realizar um rastreamento em tempo real de todos os carros da base – isso permite com que os motoristas da Kovi paguem apenas pela quilometragem que rodarem.

Já com essa nova fase e queda de corridas, a empresa lançou um pacote de descontos: os motoristas que rodam de 0 até 100 quilômetros por semana pagam apenas R$ 50,00 em todos os planos e tipos de carro; além disso, mais descontos de R$ 50,00 semanais em outras duas faixas de quilometragem foram aplicados.

Além disso, a startup fechou parceria com vários aplicativos de entrega para dar uma renda alternativa aos motoristas de aplicativos. Motorista Kovi tem prioridade no cadastro de aplicativos de entrega de compras como Rappi, Loggi, Cornershop entre outros. Para mais detalhes da ação acesse o site da Kovi.

Sobre a Kovi

Fundada em 2018 por dois ex-executivos da 99, Adhemar Milani Neto e João Costa, a Kovi é uma startup disruptiva que, de forma colaborativa com montadoras e locadoras, proporciona a locação de carros a motoristas de aplicativo de uma maneira simples, barata e com uma excelente experiência.

Uma das startups que mais cresceu em 2019 no país, a Kovi busca revolucionar a indústria ao facilitar a vida do motorista e das locadoras, desburocratizando os processos e garantindo segurança para os dois lados.

Em setembro de 2020, ficou posicionada entre as 5 melhores empresas de satisfação do cliente, na categoria Rent a Car, segundo pesquisa do Instituto MESC.

Deixe seu comentário