CPTM promove campanha de doação de alimentos entre seus colaboradores

Primeira fase do “CPTM contra a fome” arrecadou 500 cestas básicas entre o corpo diretivo; agora todos os quase 8 mil colaboradores podem participar

290
Doação Alimentos
Foto: Divulgação/Pixabay

Foi iniciada nesta quarta-feira, dia 14 de abril de 2021, a segunda fase da campanha “CPTM contra a fome”, uma campanha de arrecadação de alimentos entre os colaboradores para a montagem de cestas básicas que serão doadas ao Fundo Social de Solidariedade São Paulo para serem distribuídas a famílias afetadas financeiramente pela pandemia de Covid-19.

A decisão de expandir a campanha para toda a empresa foi uma sugestão dos próprios colaboradores após o sucesso da primeira fase, realizada apenas entre diretores, gerentes e assessores executivos da CPTM, que arrecadou mais de 500 cestas básicas em apenas três dias. Todos os alimentos também foram doados ao mesmo fundo.

A CPTM é formada por pessoas que tem em ajudar o próximo seu lema de trabalho e de vida. Desta forma, o presidente da companhia, Pedro Moro, se engajou e conduziu pessoalmente o movimento de doação das cestas básicas pelo corpo diretivo. O empenho desses colaboradores e o resultado incentivaram a ampliação da campanha para todos os colaboradores.

As doações serão recebidas em todas as 94 estações das sete linhas companhia e podem ser tanto individuais quanto coletivas. Os alimentos serão recebidos até 21 de maio e a entrega está prevista para 28 de maio, dia do aniversário da CPTM.

“Está evidente que muitas pessoas e famílias não têm o mínimo necessário para suprir as necessidades vitais básicas de um ser humano. Ciente de toda adversidade apresentada, os colaboradores da CPTM, com espírito totalmente voluntário, estão se unindo para contribuir com essa parcela da sociedade que se apresenta em completo estado de vulnerabilidade, mediante a contribuição de cestas básicas”, afirma Pedro Moro.

A terceira fase da campanha “CPTM contra a fome”, cujo início está em definição, deverá incluir os passageiros da companhia nessa corrente de solidariedade.

Deixe seu comentário