Nebulização combate coronavírus nos trens das linhas 4-Amarela e 5-Lilás

Tecnologia utiliza névoa seca para atinge locais que a limpeza manual não alcança, como frestas e alguns pontos das alças pega-mão

248
Brooklin Estação
Plataforma da estação Brooklin da Linha 5-Lilás (Foto: Divulgação/ViaMobilidade)

A ViaQuatro e ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela e Linha 5-Lilás de metrô, respectivamente, intensificaram os protocolos de higiene nos trens, visando garantir mais segurança e proteção aos clientes.

Além da limpeza manual, os trens passam, internamente, por um processo de nebulização de névoa seca, capaz de eliminar do ambiente partículas suspensas, gotículas de saliva e poeira.

O produto sanitizante aplicado conta com aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, comprovadamente, não oferece risco à saúde humana e nem ao meio ambiente.

Foi desenvolvido especificamente para eliminar fungos, bactérias, germes e vírus, incluindo o novo coronavírus.

Uma vez lançado no ar, tem eficácia de 72 horas contra os microrganismos, embora sua névoa se dissipe em 6 minutos no máximo. Para maior segurança dos clientes, o produto é aplicado uma vez ao dia em todos os trens disponíveis de cada linha.

O procedimento é feito após o recolhimento do trem ao pátio ou na plataforma não operacional de uma das estações terminais.

A rapidez e eficiência na sua utilização, além do fato de atingir locais que uma limpeza manual não alcança, como frestas, vãos e alguns pontos das alças pega-mão, são as principais vantagens desse sistema de sanitização.

Ele vem se juntar a outras medidas de prevenção no combate ao coronavírus e não elimina o uso de máscaras, obrigatório nos transportes públicos desde março do ano passado.

“As concessionárias tiveram o cuidado de buscar no mercado um produto sanitizante altamente eficaz e que, comprovadamente, não oferecesse nenhum dano à saúde dos passageiros ou ao ambiente”, afirma Juliana Alcides, gestora de Comunicação e Sustentabilidade da ViaQuatro e da ViaMobilidade.

E, após a adoção do sistema pela ViaQuatro e da ViaMobilidade, em novembro último, a medida de proteção foi estendida à CCR Metrô Bahia, empresa responsável pela operação e manutenção do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, que também integra o Grupo CCR.

Deixe seu comentário