​CPTM recebe a titularidade definitiva do terreno da Estação Brás

Transferência permite novas parcerias para melhorar a qualidade de vida do passageiro

128
Documento Brás
Foto: Divulgação/Secretaria dos Transportes Metropolitanos

Depois de 154 anos, a CPTM recebeu a transferência definitiva do terreno onde atualmente está localizada a Estação Brás, a mais movimentada da Companhia, atendendo as linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira e fazendo a interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô.

Anteriormente, a matrícula do terreno foi emitida pelo Barão de Mauá durante o Império Brasileiro, precursor das estradas de ferro no Brasil.

Com a regularização, a CPTM se beneficia em poder propor e realizar parcerias privadas que possibilitarão novas opções de comércio e serviços para os passageiros que utilizam a estação localizada na região central da capital paulista.

Documento Brás
Foto: Divulgação/Secretaria dos Transportes Metropolitanos

“Desta forma, continuamos cumprindo a nossa meta de trazer cada vez mais investimentos que garantam a qualidade de vida dos passageiros da CPTM. Investir na Estação Brás e olhar para o sistema como um todo, dada a importância do local na mobilidade diária dessas pessoas”, afirma Alexandre Baldy, Secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo.

A Estação Brás possui uma área de cerca de 23 mil metros quadrados e também abriga o Centro de Controle Operacional (CCO) da CPTM, que controla simultaneamente as sete linhas da Companhia.

Deixe seu comentário