Tembici lança liberação de bicicletas por QR Code no Bike Sampa

A inovação prática e tecnológica contribui com condutas de proteção, uma vez que o usuário não tem contato físico com as vagas das bicicletas

178
Bike Sampa QR Code
Foto: Divulgação/Tembici

A Tembici, líder em tecnologia para micromobilidade na América Latina, anunciou o lançamento de funcionalidade no Bike Sampa: a liberação de todas as bicicletas do sistema por meio de QR Code.

A atualização casa com os novos hábitos de cuidados pessoais exigidos durante a pandemia, uma vez que o usuário não precisa digitar os códigos no dock das estações para destravar a bicicleta, basta aproximar o celular, evitando contato com o equipamento.

Nas praças em que a função já foi implementada, os resultados são extremamente positivos: no Bike PE, 60% dos desbloqueios já são por QR Code e no Bike Rio, que conta com a funcionalidade há pouco mais de um mês, já supera 42%. A novidade está disponível na plataforma Android e iOS.

“Nossos investimentos em tecnologia estão a todo vapor e não temos dúvidas que o novo sistema de liberação vai potencializar a praticidade e segurança do uso das bicicletas, assim como já tem acontecido nas praças que já possuem a função. O Bike Sampa tem papel fundamental a cidade e nas demais praças em que está presente, pois contribui significativamente para a diminuição de emissão de CO² – em 2020 foram mais de 816 toneladas economizadas, somente na capital paulistana – e construção de cidades mais inteligentes, com trânsito funcional e qualidade de vida para as pessoas”, comenta Nicole Barbieri, Gerente Regional da Tembici.

Higienização e cuidados

Alinhado às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda a bicicleta como principal modal de transporte neste período de pandemia, a Tembici reforçou a higienização de todas as bicicletas e estações.

Além da limpeza diária com álcool 70%, ainda no centro de operações da empresa, todas as bicicletas são lavadas com cloro diluído em água. Mesmo com a limpeza recorrente, a Tembici recomenda que os usuários também apliquem álcool em gel 70% nas mãos antes e depois de utilizar as bicicletas, além de fazer uso de máscara.

Deixe seu comentário