Metrô pode ter greve no dia 27 de janeiro

839
Estação República Vazia Metrô
Estação República da Linha 3-Vermelha do Metrô às 18h40 (Foto: Diário da CPTM)

Os funcionários do Metrô podem entrar em greve no dia 27 de janeiro de 2021.

Após assembleia virtual realizada nesta quarta-feira, dia 13 de janeiro, a categoria decidiu aprovar um indicativo de greve.

A categoria está em “estado de greve” desde o dia 17 de dezembro de 2020.

“A assembleia on-line realizada entre os dias 12 e 13 de janeiro definiu o indicativo de greve para 27 de janeiro contra os ataques da direção do Metrô e do governo Doria. Foi aprovada também a continuidade do uso de adesivos e coletes, além da realização de atos nas áreas que estão sob ameaças ao emprego, turno e aos direitos.

A categoria não aceita as demissões, terceirizações, aumento do plano de saúde do Metrus, a retirada da Periculosidade em várias áreas, calote nas PRs de 2020 e 2021 e o não pagamentos dos steps. 74% dos participantes da assembleia decidiram pela indicação de greve na última semana de janeiro”, disse o sindicato, em comunicado à imprensa.

Caso venha se confirmar greve as linhas afetadas serão: 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena), 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda) e 15-Prata (Vila Prudente-São Mateus) .

Caso a greve seja confirmada, as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata podem ser afetadas.

Até o dia 27 de janeiro, novas assembleias e negociações com o Metrô de São Paulo podem evitar a greve.

Deixe seu comentário