Levantamento mostra as cinco linhas da EMTU com maiores falhas

77
Linha 032 Miracatiba
Foto: Eduardo Ribeiro/Ônibus Brasil

Um levantamento feito pela TV Globo, por meio da Lei de Acesso à Informação, mostra que entre janeiro e setembro de 2020, os passageiros que utilizam os ônibus da EMTU enfrentaram, em média, uma falha a cada 17 minutos.

Entre janeiro e setembro de 2020 foram registradas 23.947 falhas nos ônibus da EMTU.

As cinco linhas com o maior número de falhas no período foram:

  • 032 Itapecerica da Serra (Parque Paraíso) – São Paulo (Pinheiros): 379 falhas
  • 075 Arujá (Parque Rodrigo Barreto) – São Paulo (São Miguel Paulista): 342 falhas
  • 931 Praia Grande (Jardim Samambaia) – Santos (Paquetá): 298 falhas
  • 513 Itapecerica da Serra (Jardim das Oliveiras) – São Paulo (Metrô Capão Redondo): 273 falhas
  • 273 Suzamo (Centro) – Arujá (Parque Rodrigo Barreto): 248 falhas

As principais falhas nos ônibus foram:

  • Sem partida: 1221
  • Problema mecânico: 727
  • Pneu furado: 627
  • Pane elétrica: 546
  • Sem embreagem: 463
  • Cortando aceleração: 381
  • Problema mecânico: 349
  • Sem aceleração: 297
  • Validador inoperante: 275
  • Motor sem força: 273

A EMTU informou que em relação às linhas relacionadas, são realizadas inspeções regulares na frota e que cerca de 400 itens verificados estão relacionados à segurança, manutenção e conservação do coletivo.

As irregularidades apontadas são apuradas e, caso constatada a responsabilidade por parte das empresas concessionárias, estas estão sujeitas às sanções contratuais.

Deixe seu comentário