SPTrans libera cota de estudante para o mês de janeiro

191
Posto Central Bilhete Único do Estudante da SPTrans
Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

A SPTrans vai liberar as cotas de gratuidades de janeiro para estudantes de universidades que já estão com aulas presenciais dos seus cursos em andamento.

Esta é a primeira vez que são disponibilizadas cotas neste mês, em virtude da antecipação do início das aulas de algumas instituições de ensino, por conta da pandemia de Covid-19.

A liberação da cota, que começa no dia 11 de janeiro, está condicionada ao envio prévio dos dados sobre a retomada das atividades presenciais pelas instituições de ensino e ao pagamento da taxa de solicitação ou revalidação, de responsabilidade dos estudantes. As cotas disponibilizadas equivalem à metade de um mês letivo regular.

O estudante deve acompanhar se a instituição encaminhou sua matrícula, consultando o site da SPTrans.

Após a instituição enviar os dados de matrícula à SPTrans, o aluno poderá fazer a solicitação de revalidação do seu cartão pelo site da SPTrans ou nos canais de atendimento on-line.

Após a confirmação dos dados, o boleto é gerado no site da SPTrans e o pagamento pode ser feito na rede bancária ou lotéricas. O valor é de sete tarifas básicas vigentes (R$ 30,80).

Não é necessário imprimir o boleto, basta o número do código de barras para fazer o pagamento. Outra opção é o pagamento do valor de revalidação diretamente pelos aplicativos: Ponto Certo, Qiwi, Cittamobi e Banco do Brasil (para correntistas).

Bilhete em casa

Os estudantes do ensino superior que retornarem às aulas presenciais em janeiro também podem solicitar o Bilhete Único com opção de receber o cartão em casa.

A SPTrans, em parceria com União Nacional dos Estudantes (UNE) e com a União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES), passou a oferecer esse serviço para facilitar o recebimento do cartão sem a necessidade de deslocamento.

Além de o estudante não precisar sair de casa para obter o cartão, tem também a vantagem de estar com bilhete em mãos em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento e dos dados.

Para usar o serviço, basta fazer a solicitação no site da SPTrans, preencher o cadastro com os dados pessoais, realizar o pagamento equivalente ao valor de dez tarifas (R$ 44,00) mais o custo do envio.

O valor pode ser pago via boleto bancário ou cartão de crédito. Depois é só enviar o documento de identidade (RG, passaporte, Carteira Nacional de Habilitação ou RNE) e uma foto também pelo site da SPTrans, cadastrar o endereço no qual quer receber o cartão e aguardar a liberação dos dados.

É importante utilizar uma foto recente e manter os dados atualizados.

Deixe seu comentário