BioGuard e Guarucoop fecham parceria e oferecem sanitização para frota contra o Covid-19

Com a solução os taxistas terão a opção de sanitizar seus carros em aproximadamente 3 minutos

51
Frota Guarucoop
Foto: Divulgação/Guarucoop

O Aeroporto Internacional de Guarulhos é a porta de entrada do mundo para São Paulo, assim como para outras regiões do Brasil.

Por isso, com a preocupação em proteger os taxistas e passageiros, a Guarucoop, maior cooperativa de táxi da América Latina que atua no Aeroporto de Guarulhos, fechou uma parceria inédita com a BioGuard, empresa 100% brasileira, que disponibilizará para seus taxistas a descontaminação de seus veículos.

Para o processo será utilizado o modelo o BGTech Mini da BioGuard e cada tanque sanitiza até 25 carros.

O produto químico (quaternário de amônia) utilizado é aprovado pela Anvisa e segue todas as certificações técnicas e é utilizado em hospitais, escolas, academias, empresas, trens, metrô, ônibus e veículos em geral.

A garantia da ação da tecnologia da BioGuard é atestada pelo Laboratório Eurofins, especializado em ensaios bio-analíticos, e assegura a descontaminação de 99,99% dos vírus, germes e bactérias, incluindo o novo coronavírus (Covid-19).

Além da economia em valores, tempo, segurança para quem realiza o procedimento e a proteção aos taxistas e passageiros que é o mais importante para a Guarucoop, a solução e o equipamento da Bioguard ajudará a manter a tradição e qualidade dos serviços da cooperativa, pois a empresa conseguirá manter suas atividades de forma segura e eficaz.

“Seja por turismo ou a trabalho, aos poucos, as pessoas estão retomando as viagens que foram adiadas nos últimos meses, mas não é a hora de baixar a guarda nos cuidados com a saúde. Por isso, estamos muitos satisfeitos em poder contribuir para que a Guarucoop mantenha os padrões de segurança e excelência de atendimento com a nossa tecnologia, além de auxiliá-los no aumento da circulação de passageiros com nossa rápida solução de higienização”, afirma André Tchernobilsky, engenheiro e CEO da BioGuard.

Deixe seu comentário