Turbi expande atuação para cinco novas cidades

Presente desde 2017 na cidade de São Paulo, a Turbi amplia presença para o ABC, Guarulhos e Osasco, cria benefício flexível para empresas e encerra outubro com faturamento duas vezes maior daquele registrado antes do lockdown, em fevereiro

414
Carro Turbi
Foto de David & Christine Boozer no Pexels

O ano de 2020 tem sido de crescimento para a Turbi, startup de aluguel de carros por aplicativo.

Mesmo durante uma ano atípico, com pandemia e lockdown, a Turbi inovou sua operação, duplicou o tamanho da frota ao longo da quarentena e agora expande sua presença para a região do ABC, Osasco e cidade de Guarulhos (anteriormente já atendia o Aeroporto de Guarulhos).

Atualmente, a Turbi conta com pontos de locação de veículos em sete cidades da Grande São Paulo, entre os quais está distribuída uma frota de 1700 carros, incluindo os recém-incorporados Jeep Renegade e VW T-Cross.

“As pessoas estão cada vez mais dispostas a entender veículo como um serviço e não como um bem a ser adquirido; e nas empresas, por sua vez, a tendência, principalmente após a pandemia, é de investimentos cada vez mais enxutos e otimizados, por isso temos aumentado a demanda junto a clientes corporativos, que abriram mão de frota própria. Algumas empresas, inclusive, tem oferecido voucher do serviço da Turbi dentro do pacote de benefícios para o colaborador”, destaca Diego Lira, CEO e cofundador da Turbi.

O “Benefício Flexível” a que se refere o CEO da Turbi é outro advento da quarentena. Algumas empresas reduziram muito a estrutura de escritório, com home office, revisão de horários e unidades e até remodelação do negócio.

Com a economia gerada na redução da infraestrutura, as organizações estão revertendo parte do valor em vouchers Turbi, como parte do pacote de benefícios aos funcionários.

A Turbi funciona como uma locadora digital, em que reserva, pagamento e processo de vistoria são feitos totalmente pelo aplicativo, podendo alugar o carro por hora, diária ou período.

A total autonomia para o usuário, sem nenhum contato humano, sem burocracia de guichês e possibilidade de utilização do carro por horas são diferenciais do modelo de atuação que fomentaram o crescimento da startup ao longo desta pandemia.

Em outubro, a Turbi fechou seu resultado com faturamento duas vezes maior que o registrado em fevereiro (antes do lockdown), e 6 vezes maior que o do mesmo mês em 2019.

“Está no DNA da Turbi o crescimento rápido e sustentável, suportado por uma incrível capacidade de execução. Acreditamos que a agilidade, a percepção correta sobre a mudança de comportamento do público e a nossa velocidade de entrega são os fatores que contribuem para o nosso bom desempenho neste 2020 imprevisível”, complementa Diego Lira.

Sobre a Turbi

A Turbi é uma startup brasileira de mobilidade, fundada em 2017, que aluga carros pelo aplicativo com apenas quatro cliques. A Turbi se destaca no setor de mobilidade urbana por ser um serviço de aluguel de carros 100% digital, realizado inteiramente por aplicativo.

Possui uma frota de 1500 veículos espalhados em diversos pontos da Grande São Paulo, e média de 800 viagens por dia. Caso a necessidade de transporte seja pontual, o usuário pode alugar o carro por hora, sem a necessidade de uma diária completa. Saiba mais informações no site da Turbi.

Deixe seu comentário