Governo estadual autoriza início das obras do segundo trecho do VLT da Baixada Santista

64
VLT Baixada Santista VLT da Baixada Santista
Foto: Divulgação/EMTU

O Governo do Estado de São Paulo autorizou nesta quinta-feira, dia 24 de setembro de 2020, o início das obras da segunda etapa do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) da Baixada Santista, entre a Avenida Conselheiro Nébias e o Terminal Valongo, em Santos.

O novo trecho terá investimento de R$ 217,7 milhões e capacidade para transportar até 35 mil passageiros por dia.

A segunda etapa do VLT terá 8 quilômetros de extensão e prevê a construção de 14 estações com acessibilidade, duas pontes sobre o Canal 1, via permanente, quatro subestações de energia, sistema de rede aérea, sinalização viária e urbanização.

Conselheiro Valongo

O trecho terá frota composta por sete veículos, já adquiridos pelo Governo do Estado de São Paulo, e capacidade para transportar 35 mil passageiros por dia.

A autorização para início das obras veio após publicação da Licença Ambiental de Instalação, concedida pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Válida por seis anos, a Licença Ambiental de Instalação era a última etapa legal antes da emissão da Ordem de Início de Obras pela EMTU. O prazo de conclusão do projeto é de 30 meses.

O novo trecho vai integrar o Sistema Integrado Metropolitano/VLT, gerenciado pela EMTU. Quando for completamente concluído, ele terá um total 27 quilômetros de extensão, considerando os 11,5 quilômetros já em operação entre São Vicente e a Estação Porto, em Santos, e também a ligação entre Barreiros à Samaritá, na Área Continental de São Vicente, que está em projeto.

O sistema deverá operar com 33 VLTs transportando diariamente 95 mil passageiros.

Deixe seu comentário