Congestionamentos são reduzidos com novo rodízio de veículos nesta quarta-feira, dia 13

Na manhã desta quarta-feira, dia 13 de maio de 2020, a Companhia de Engenharia de Tráfego registrou índice de congestionamento abaixo do apresentado na quarta-feira passada, dia 6 de maio, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego

35
Avenida Santo Amaro Vila
Avenida Santo Amaro, na altura da Rua Baltazar da Veiga, na Vila Nova Conceição (Foto: OAK BROKER - Corretor Carvalho/CC BY-SA 3.0)

A Prefeitura de São Paulo adotou o rodízio de placas ímpares e pares para garantir o aumento do índice de isolamento e, assim, diminuir o risco de infecção pelo coronavírus entre a população paulistana. Os trabalhadores dos serviços essenciais estão isentos do novo rodízio de veículos.

Na manhã desta quarta-feira, dia 13 de maio de 2020, a Companhia de Engenharia de Tráfego registrou índice de congestionamento abaixo do apresentado na quarta-feira da semana passada, dia 6 de maio.

Os picos de congestionamento foram de 1 quilômetro, às 7h30 e às 9h. Nos demais horários, não houve registro de nenhum quilômetro de congestionamento. Na semana passada, com congestionamentos mais constantes no decorrer da manhã, o pico de congestionamento no início do dia foi de 5 quilômetros, entre 10h e 10h30.

A mesma tendência pode ser observada caso sejam analisados os quilômetros de lentidão. Nesta quarta-feira, as lentidões foram menos constantes do que na quarta-feira passada. O pico da manhã desta quarta-feira foi de 4 quilômetros, às 8h. Na semana passada, no mesmo horário, foram registrados 6 quilômetros.

Tanto os picos de congestionamento quanto os de lentidão, na quarta-feira, dia 6 de maio, foram maiores no período noturno. Às 19h foram registrados 24 quilômetros de congestionamento e, às 18h30, 52 quilômetros de lentidão.

Transporte público

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, registrou uma média diária de 9 milhões de viagens no sistema municipal de ônibus da capital paulista. Ou seja, uma média de 4,5 milhões de passageiros, considerando a ida e volta.

Na terça-feira, dia 12 de maio, foram cerca de 1,57 milhão de passageiros, o que representa 35% da média em dias normais. Na semana passada, foi registrada uma média diária de 1,44 milhão de passageiros.

Portanto, nesta terça-feira houve um acréscimo de cerca de 135 mil passageiros no sistema de transporte em relação ao que estava ocorrendo antes do início do rodízio. Vale ressaltar que no primeiro dia de rodízio, dia 11 de maio, o aumento em relação à segunda-feira anterior, dia 4 de maio, chegou a 270 mil passageiros.

A frota atual se mantém em 8.394 veículos, o que representa 65% dos coletivos usados em dias normais antes da pandemia.

Deixe seu comentário