Trecho da Ciclofaixa Rio Pinheiros é interditado entre as estações Vila Olímpia e Villa-Lobos Jaguaré

As fortes chuvas que atingiram a capital paulista e a Região Metropolitana de São Paulo desde a última segunda-feira, dia 10 de fevereiro de 2020, afetaram a Ciclofaixa Rio Pinheiros, que teve que ser interditada entre as estações Vila Olímpia e Villa-Lobos Jaguaré, na Linha 9-Esmeralda da CPTM.

A CPTM informou que está contratando uma empresa para remover toda a lama que invadiu a pista, localizada ao lado do rio Pinheiros. Também há uma grande quantidade de lixo, que já está sendo retirada da pista e das suas laterais.

As maiores dificuldades, entretanto, acontecem entre as estações Cidade Jardim e Hebraica-Rebouças e entre as estações Pinheiros e Cidade Universitária, visto que o alto volume de água danificou o asfalto.

A CPTM também informou que está avaliando os danos para definir como a recuperação da pista será feita, mas no momento não há prazo para reabertura do trecho. A interdição é necessária para garantir a segurança dos ciclistas que utilizam o local.

Vale lembrar que o trecho entre a Ponte João Dias e a Estação Granja Julieta permanece interditado aos ciclistas para obras de um talude, de responsabilidade da EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia). A previsão é que estas obras sejam concluídas até o final de fevereiro.

Pista provisória

Em função das obras da Linha 17-Ouro de monotrilho realizada pelo Metrô de São Paulo, um trecho com cerca de 4,5 quilômetros da Ciclofaixa Rio Pinheiros está interditado, entre as estações Vila Olímpia e Granja Julieta.

Para atender os ciclistas, o Metrô implantou uma via alternativa do outro lado da Marginal Pinheiros, com acesso pela ponte Cidade Jardim e transposição pela ponte João Dias.

Deixe um comentário