Vendedores informais realizam primeiro curso de capacitação do projeto piloto entre CPTM e Sebrae

Os participantes poderão se formalizar e atuar em espaços comerciais das estações da Companhia

47
Vendedores CPTM Projeto piloto
Foto: Divulgação/CPTM

Com muitas ideias e vontade de começar um novo negócio, 44 vendedores informais participaram nesta quarta-feira, dia 4 de dezembro, do primeiro curso de capacitação do projeto piloto da CPTM com o Sebrae para estimular a geração de emprego formal no sistema ferroviário.

O curso aconteceu na Estação Engenheiro Goulart da CPTM e foi ministrado pelo consultor de negócios do Sebrae Marcelo Ulliana, que tirou muitas dúvidas dos alunos sobre fluxo de caixa e como se formalizar.

Na parte final, Natália Melo, gerente de Novos Negócios da CPTM, e o colaborador Leandro Moura deram orientações sobre como funciona a locação de espaços comerciais na Companhia.

Após a capacitação, os interessados poderão cadastrar-se como Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) e MEI (Microempreendedor Individual), tipos mais simples de empresa que permitem ao pequeno empresário ter acesso fácil a um CNPJ, por um custo baixo e sem burocracia.

“O projeto tem o objetivo de oferecer, para quem atua como vendedor ilegal, uma oportunidade de trabalho formal ou de empreender. É uma chance deles se qualificarem e se capacitarem para ter acesso a crédito, por exemplo, ou saber gerir o seu negócio. A CPTM também vai disponibilizar espaços nas estações para que eles possam vender os seus produtos”, ressalta o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Deixe seu comentário