Estudo revela 4 oportunidades para o mercado de mobilidade

25% das pessoas no mundo querem mudar o jeito como se locomovem; A motocicleta é o meio que traz mais felicidade para usuários; Berlim é a cidade com melhores índices de mobilidade e de compartilhamento de meios de transporte.

36
Mercado de mobilidade
Imagem de Pete Linforth por Pixabay

Quais são as oportunidades no mercado de mobilidade? Essa é uma das perguntas que o estudo Mobility Futures tenta responder. Ele é baseado em mais de 20.000 entrevistas com usuários de diferentes meios de transporte e viajantes frequentes em 31 cidades, juntamente com entrevistas detalhadas com 53 dos principais especialistas em mobilidade do mundo.

Alguns dos principais achados do levantamento são de que uma parcela considerável das pessoas querem mudar a forma como se locomovem; a escolha dos meios de transporte são emocionais, sendo a motocicleta aquele que traz mais felicidade; as cidades campeãs em mobilidade, como Berlim, devem servir de inspiração para quem quer se tornar mais mobility-friendly.

“O estudo mostrou quanto cada cidade tem seus próprios desafios e história. Portanto, as soluções devem ser locais. No entanto, procurar e ser inspirado pelas melhores práticas e iniciativas em outras cidades do mundo é com certeza a melhor maneira de avançar e adaptar soluções à situação local”, afirma Isabelle Rio-Lopes, líder global de automotivo da Kantar.

Vejam as quatro oportunidades listadas no ebook Mobility Futures:

  1. As pessoas estão prontas para mudar: Existe uma grande proporção da população de cada cidade que deseja um deslocamento otimizado individualmente;
  2. Escolhas de deslocamento são emocionais: As pessoas têm mais probabilidade de usar meios de transporte que trazem alegria para o deslocamento diário e oferecem uma escolha de estilo de vida, não só uma forma de se deslocar;
  3. Todas as cidades são diferentes: Ao contatar as cidades com as melhores práticas de mobilidade, governos e municípios com menos recursos podem minimizar gastos iniciais para evitar uma abordagem cara de tentativa e erro. O pensamento coletivo pode entregar soluções relevantes e personalizadas que lidam com os desafios específicos de cada cidade.
  4. Compartilhar é transformador: Identificar cidades que são receptivas aos esquemas de compartilhamento dá as montadoras de carro mais confiança para fazer parcerias com autoridades locais ou com fornecedores de serviços inovadores para lançar suas próprias iniciativas.

“É importante pensar na mobilidade como um ecossistema em que cada participante da mobilidade tem um papel. Os municípios têm um forte impacto no futuro da mobilidade, pois são responsáveis pelo planejamento urbano, investimentos e decisões sobre regulamentos. Mas os atores privados também contribuem fortemente, trazendo soluções e ofertas que terão impacto na vida e no comportamento dos cidadãos”, diz Isabelle Rio-Lopes.

O ebook Mobility Futures está disponível para download gratuito aqui.

O estudo Mobility Futures

Mobility Futures é baseado em mais de 20.000 entrevistas com usuários de diferentes meios de transporte e viajantes frequentes em 31 cidades, juntamente com entrevistas detalhadas com 53 dos principais especialistas em mobilidade do mundo.

Ele também traz previsões e impactos até 2030. Os resultados completos são comercializados pela Kantar.

Deixe seu comentário