Greve parcial de motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo é encerrada

23
Fim da greve
Foto: Dênis Glauber

A greve parcial de motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo foi encerrada por volta das 16h desta sexta-feira, dia 6 de setembro. O protesto da categoria foi contra a redução da frota de ônibus e pela manutenção dos postos de emprego dos trabalhadores.

A categoria também reivindicava o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados, que estava em atraso. A greve, que começou durante a madrugada desta sexta-feira, durou cerca de 12 horas.

O protesto teve início na quinta-feira, dia 5 de setembro, com a paralisação parcial de ônibus e fechamento de alguns terminais na cidade, causando bloqueios de corredores de ônibus como Rebouças, Consolação, M’Boi Mirim, entre outros.

Nesta sexta-feira, a paralisação parcial que durou cerca de 12 horas, a categoria cumpriu a decisão judicial de manter 70% da frota circulando no horário de pico, entre 6h e 9h, e 50% da frota circulando nos demais horários.

Na quinta-feira, não houve avanços nas negociações, entretanto nesta sexta-feira, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes se reuniu novamente com a direção do sindicato para tratar das reivindicações da categoria. O secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, assinou um Termo de Compromisso que prevê:

  • Pagamento integral da Participação nos Lucros e Resultados na próxima quarta-feira, dia 11 de setembro;
  • Abono dos dias de paralisação, não haverá descontos;
  • Manutenção dos postos de trabalho;
  • Não haverá mais redução da frota de ônibus;
  • Assegurando o cumprimento da convenção coletiva da categoria pelas novas empresas que assinarem contrato de concessão.

“Ontem, tivemos uma reunião muito difícil. Mas se a Prefeitura foi inflexível, nós, condutores, fomos mais. O fim da paralisação só ocorreria com o atendimento da nossa pauta”, disse o presidente em exercício do sindicato, Valmir Santana da Paz.

A greve parcial foi encerrada e os ônibus voltaram a circular normalmente pela cidade.

Prefeitura de São Paulo

Entrevista do prefeito
Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

O prefeito Bruno Covas falou à imprensa e deu mais detalhes sobre o encerramento da greve de ônibus parcial na cidade. “Após várias reuniões, estamos anunciando o encerramento da greve e ainda a assinatura do novo contrato de concessão de ônibus na Cidade de São Paulo”, afirma o prefeito.

Segundo o prefeito, a readequação do sistema de transporte público será feito em etapas e permitirá a modernização da frota, além de mais fluxo de caixa para as empresas que operam na cidade.

“Com a mudança, vamos adequar a taxa de retorno das empresas. A Procuradoria Geral do Município apresentou o parecer final que permite que os 32 contratos sejam assinados hoje e publicados no Diário Oficial amanhã. O prazo será mudado de 20 para 15 anos”, diz Bruno Covas.

Sobre a greve, encerrada nesta tarde, o prefeito informa que a Polícia Civil está investigando a participação de quatro empresas na paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus.

“Não há nenhum valor em atraso, estamos em dia com as concessionárias de ônibus, mas na segunda-feira vamos antecipar receita de R$ 40 milhões para que as empresas possam ter fluxo de caixa e pagar a participação nos lucros aos funcionários”, disse o prefeito.

Mobilidade Sampa

Quer ficar informado sobre tudo o que acontece na mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @mobilidadesampa no Twitter.

Siga o @mobilidadesampa no Instagram.

Fique tranquilo. Não enviamos spam, a sua privacidade será respeitada e você poderá sair facilmente quando desejar.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here