Requerimento exige esclarecimentos do governo estadual sobre atrasos nas obras dos monotrilhos

Na edição do Diário Oficial deste sábado, dia 15 de dezembro, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo publicou um requerimento que pede explicações do Governo do Estado de São Paulo sobre as previsões e custos reais das linhas 15-Prata e 17-Ouro de monotrilho.

Assinado pelo deputado estadual Edmir Chedid, o requerimento lança uma série de questionamentos sobre os projetos:

– Em que fase de execução está o Projeto Executivo das obras das duas linhas de monotrilho de São Paulo, a Linha 15-Prata e Linha 17-Ouro?

– Por que foram adiados os prazos de conclusão das obras do monotrilho, que eram para terem sido entregues antes da Copa do Mundo de 2014?

– Por que foram reduzidas as extensões das linhas do monotrilho?

– Por que houve uma elevação de preços por quilômetro nas obras das linhas do monotrilho? Qual o valor desse aumento de preço?

– Como está sendo a produção dos trens para as duas linhas do monotrilho? Estão sendo fabricadas as quantidades de trens que foram acordadas e estão sendo cumpridos os prazos?

O requerimento na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo também cita outro problema em relação à Linha 17-Ouro: as dúvidas quanto ao fornecimento dos trens com pneus que circulam nos elevados.

A empresa da Malásia, Scomi, sinalizou abandonar o consórcio por problemas financeiros.

– A mídia nacional noticiou que a empresa responsável pela fabricação dos trens da linha 17-Ouro, sinalizou que pretende sair do consórcio com o Metrô de São Paulo, caso isto ocorra que atitudes estão sendo adotadas para evitar mais atrasos e elevação de preços nas obras do monotrilho?

A Scomi assinou contrato com o Metrô de São Paulo em 2013 e deveria produzir 14 monotrilhos de cinco carros, mas até hoje nenhuma composição foi entregue em razão do atraso das obras.

Quando a sinalização da empresa se tornou pública, o Metrô disse que a situação seria resolvida até o fim de novembro, o que não ocorreu.

O deputado estadual Edmir Chedid ainda solicita para análise, as cópias dos contratos com as empresas envolvidas nas obras e fornecimento de trens e equipamentos.

– Qual a previsão de encerramento das obras e entrega das linhas do monotrilho em funcionamento?

– Qual a previsão de gastos no total com as duas linhas do monotrilho?

– Cópia do Projeto Executivo de obras e serviços das linhas do monotrilho.

– Cópia do consórcio do monotrilho.

– Cópia do contrato da empresa responsável pela elaboração do referido projeto e seus aditivos, se houver.

MOBILIDADE SAMPA

Quer ficar informado sobre tudo o que acontece na mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @mobilidadesampa no Twitter.

Use a hashtag #mobilidadesampa no Instagram.

Fique tranquilo. Não enviamos spam, a sua privacidade será respeitada e você poderá sair facilmente quando desejar.

Deixe um comentário