Greve do Metrô: Confira aqui as últimas notícias

Nesta sexta-feira, dia 19 de janeiro, todas as estações das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 5-Lilás e 15-Prata estarão abertas normalmente, assim como as estações da Linha 4-Amarela.

0
138
greve do metrô
Foto: Anderson Corte

Sindicato dos Metroviários havia decidido em assembleia realizada na noite de quarta-feira, dia 17 de janeiro, paralisar as atividades do Metrô durante toda quinta-feira, dia 18 de janeiro. O Metrô sempre inicia as operações a partir das 4h40 e neste horário somente a Linha 4-Amarela estava funcionando normalmente.

Um pouco depois das 6h algumas linhas começaram a operar parcialmente, como de costume em dias de greve, o Metrô colocou funcionários de outros setores para operar os trens e manter as estações funcionando.

A operação das linhas do Metrô foi encerrada às 23h e até este horário o funcionamento das linhas estava da seguinte forma:

Linha 1-Azul: Operação entre as estações Luz e Saúde
Linha 2-Verde: Operação entre as estações Alto do Ipiranga e Vila Madalena
Linha 3-Vermelha: Operação entre as estações Penha e Marechal Deodoro
Linha 4-Amarela: Operação normal em toda a linha
Linha 5-Lilás: Operando entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro
Linha 15-Prata do Monotrilho: Estações Vila Prudente e Oratório não abriram

Cabe ressaltar que nesta sexta-feira, dia 19 de janeiro, todas as linhas do Metrô vão funcionar normalmente a partir das 4h40, não haverá mais paralisação dos metroviários.

O motivo da paralisação dos metroviários desta vez foi que o sindicato é contra a privatização das linhas 5-Lilás e 17-Ouro. Nesta sexta-feira, dia 19 de janeiro, está marcado para acontecer o leilão de concessão de ambas as linhas, o sindicato tinha conseguido uma liminar na justiça suspendendo o leilão, porém o Metrô e o Governo do Estado conseguiram derrubar a liminar e o leilão acontecerá nesta sexta-feira, a partir das 9h, na sede da Bovespa. Há uma verdadeira batalha entre o Sindicato dos Metroviários e o Metrô de São Paulo. O sindicato diz que o Grupo CCR será favorecido para vencer o leilão e o Metrô de São Paulo diz que os membros do sindicato são levianos em dizer sobre este favorecimento.

Por conta da greve do Metrô, a SPTrans durante todo o dia implantou operação especial dos ônibus, a CPTM também implantou operação especial em todas as suas linhas e a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes suspendeu o rodízio municipal para veículos de passeio nos dois períodos. Continue lendo.

greve do metrô barra funda
Passageiros sem transporte na Estação Pameiras-Barra Funda do Metrô no início da manhã. (Foto: Hélvio Romero/Estadão)

METRÔ

O Metrô havia divulgado na noite de quarta-feira, dia 17 de janeiro, um comunicado em que o Tribunal Regional do Trabalho havia aprovado uma liminar determinando que o Sindicato dos Metroviários mantivesse um efetivo de 80% do serviço nos horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e 60% nos demais horários, sob pena de aplicação de multa no valor de R$ 100 mil, porém como habitualmente em dias de greve, a liminar não foi cumprida pelo sindicato.

O Poder Judiciário também determinou ao Sindicato dos Metroviários que não realizasse a greve sob pena de multa de R$ 100 mil por estação paralisada, além de reparação por danos materiais causados ao Metrô para implantação de meios alternativos de transporte.

O Sindicato dos Metroviários emitiu nesta quinta-feira uma nota sobre o balanço da paralisação parcial. Confira na íntegra.

nota do sindicato

O Metrô disponibiliza aos passageiros o telefone 0800 770 7722 que funciona das 5h à 0h para maiores informações ou o atendimento pelo Twitter e Facebook.

SPTRANS

A SPTrans implantou operação especial durante toda esta quinta-feira, estendendo itinerários de linhas de ônibus de forma a permitir que os passageiros tivessem acesso ao Centro da cidade e aos principais polos de interesse da cidade, além de ter mantido a frota total na rua durante todo o dia.

A extensão do plano operacional poderia ser alterada ao longo do dia, de acordo com a necessidade. Umas das linhas que teve a frota reforçada foi a 175T-10 Metrô Santana – Metrô Jabaquara, que circula pelo Corredor Norte-Sul.

Em dias de paralisação do Metrô, os passageiros podem consultar alternativas de linhas de ônibus na seção Itinerários no site da SPTrans http://www.sptrans.com.br/itinerarios ou consultar as linhas em tempo real no sistema Olho Vivo http://olhovivo.sptrans.com.br.

Os passageiros quem precisarem de maiores informações, podem entrar em contato com a SPTrans pelo telefone 156 ou nas redes sociais pelo Twitter e Facebook.

Itaquera Greve do Metrô
Filas nos pontos de ônibus na Estação Corinthians-Itaquera no início da manhã. (Foto: Werther Santana/Estadão)

CPTM

A CPTM adotou estratégias diferenciadas desde o início da operação comercial às 4h para atender ao aumento da demanda de passageiros.

O horário de pico, no período da manhã (das 5h às 8h), foi estendido em todas as linhas (7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira). A mesma estratégia foi adotada no horário de pico da tarde, das 17h às 20h.

A CPTM solicitou à SPTrans a alteração do itinerário dos ônibus com destino à Estação Corinthians-Itaquera, da Linha 11-Coral, de forma a redistribuir os coletivos nas demais estações, visando organizar o fluxo de passageiros nesta região.

A Estação Corinthians-Itaquera, da Linha 11-Coral, amanheceu fechada para embarque e desembarque e foi reaberta um pouco depois das 8h30.

A operação da Linha 7-Rubi, que atende o trecho entre as estações Francisco Morato e Luz, foi estendida até a Estação Brás, para facilitar a transferência na região central.

Algumas transferências para as estações do Metrô sofreram alterações, até às 23h quando a operação do Metrô funcionou, esta era a situação das transferências:

Estação Luz: A transferência para as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô estava aberta
Estação Santo Amaro: A transferência para a Linha 5-Lilás do Metrô estava aberta
Estação Palmeiras-Barra Funda: A transferência gratuita com a Linha 3-Vermelha do Metrô estava fechada
Estação Pinheiros: A transferência para a Linha 4-Amarela do Metrô estava aberta
Estação Brás: A transferência para a Linha 3-Vermelha do Metrô estava aberta
Estação Tamanduateí: A transferência gratuita com a Linha 2-Verde do Metrô estava fechada
Estação Tatuapé: A transferência com a Linha 3-Vermelha do Metrô estava aberta
Estação Corinthians-Itaquera: A transferência com a Linha 3-Vermelha do Metrô estava fechada

Houve reforço no contingente de segurança nas estações. Para evitar o acúmulo nas plataformas, foi adotado o controle de fluxo de passageiros nas estações mais movimentadas.

A CPTM fixou cartazes com orientações na entrada das estações de transferência entre CPTM e Metrô. Também foram emitidos avisos públicos nos trens e estações.

Nesta sexta-feira, dia 19 de janeiro, todas as linhas da CPTM vão funcionar normalmente.

Para os passageiros que necessitarem de mais informações a empresa disponibiliza o telefone 0800 055 0121, que funciona 24 horas e também o atendimento no Twitter e Facebook.

estação da luz
Estação da Luz, que faz a integração da CPTM com as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô. (Foto: Hélvio Romero/Estadão)

TRÂNSITO

Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes adotou nesta quinta-feira, dia 18 de janeiro, medidas diferenciadas no trânsito da capital paulista.

Para que a população conseguisse se deslocar pela cidade, a Companhia de Engenharia de Tráfego suspendeu o rodízio municipal apenas para os veículos de passeio com placas final 7 e 8. As demais restrições, Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento, além do rodízio de placas de caminhões, foram mantidos. O serviço de Zona Azul foi liberado para os motoristas durante todo o dia.

Maiores informações do trânsito da cidade, podem ser obtidas pelo telefone 1188, da Companhia de Engenharia de Tráfego, ou através do Twitter.

avenida luís dumont villares
Congestionamento na Avenida Luís Dumont Villares, sentido Centro. (Foto: Rádio Trânsito)

LEIA TAMBÉM

ALTERNATIVAS

Além da consulta de linhas de ônibus alternativas em dias de greve do Metrô que sugerimos acima pra consulta na seção Itinerários do site da SPTrans, você também pode consultar os trajetos em diversos aplicativos de ônibus. Relacionamos abaixo algumas sugestões de aplicativos para você baixar no seu smartphone.

Cadê o Ônibus – Disponível para iOSAndroid e Windows Phone
Moovit – Disponível para iOS e Android
Coletivo – Disponível para Android
Citymapper – Disponível para iOS e Android
Cittamobi – Disponível para iOS e Android
Olho Vivo – Consulta das linhas em tempo real no site http://olhovivo.sptrans.com.br

Os aplicativos de transporte individual como 99UberCabifyEasy e Lady Driver também foram alternativas para se deslocar pela cidade, porém nesta paralisação parcial do Metrô que aconteceu nesta quinta-feira, o valor da tarifa cobrada pela corrida ficou mais caro.

Durante toda esta quinta-feira estivemos atualizando todas as informações sobre a greve do Metrô em nosso site e também em nossas redes sociais no Twitter e no Facebook. Você também consegue falar conosco através do Whatsapp (11) 96292-9448 ou pelo Telegram @mobilidadesampa.

* Post atualizado em 19/01/2018 às 00h08

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO