Conselho Municipal de Transporte e Trânsito encerra atividades do ano com balanço positivo e avanços na área de mobilidade urbana

Além de obras estruturais, São Paulo ganhou faixas exclusivas, corredores e ciclovias nos últimos quatro anos. A cidade e o paulistano passaram a contar com investimentos e políticas públicas voltadas ao compartilhamento dos espaços e iniciativas como a abertura de avenidas para o lazer aos domingos. A democracia nos debates estimulados pelo Conselho também é marca importante da gestão

Na 20ª e última reunião do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito (CMTT) sob a coordenação do secretário municipal de transportes Jilmar Tatto, realizada nesta terça-feira, dia 6, na sede do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo, no centro da capital, foram apresentados todos os avanços que a cidade registrou nos últimos quatro anos.

O saldo positivo foi comemorado pelos participantes do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito, que lotaram o local do evento e reconheceram a evolução alcançada na cidade quando o assunto é mobilidade, transporte e trânsito.

Como exemplo dos resultados positivos, foram mencionados os 519 quilômetros de faixas exclusivas e os 33 quilômetros de novos corredores de ônibus implantados pela atual gestão.

Para o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, o Conselho Municipal de Transporte e Trânsito abriu espaço efetivo para conversas com a população, estimulou o debate e trouxe o paulistano para a defesa dos interesses da cidade. E esse será o maior legado a ser deixado pela atual administração.

“O Conselho Municipal de Transporte e Trânsito teve um efeito cascata que é muito importante. Quando o dialogo é aberto, cria-se mecanismos para o debate constante sobre a mobilidade urbana. Hoje existem fóruns em todos os pontos da cidade para discutir sobre ônibus, bicicleta e calçadas, a sociedade participa da construção de uma cidade melhor. E, além de todas as obras que fizemos, é esse o legado mais importante que estamos deixando para cidade de São Paulo”.

O Conselho Municipal de Transporte e Trânsito foi criado na atual gestão e teve sua primeira reunião oficial no dia 2 de agosto de 2013. Ao todo, foram 20 reuniões ordinárias. Corredores de ônibus, faixas exclusivas, ciclovias, taxis, pedestres, sempre estiveram entre os principais temas abordados nos encontros, que reúnem conselheiros eleitos e representantes de diferentes segmentos da sociedade civil e do setor de mobilidade.

Deixe um comentário