João Doria diz que removerá parte das ciclovias

195
Foto: Leandro Martins/Futura Press
Publicidade

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria, terá de fazer articulações políticas antes mesmo de assumir o cargo se quiser cumprir a promessa de não ampliar a rede de ciclovias na cidade. A proposta de Orçamento da prefeitura para 2017, que tramita na Câmara Municipal, prevê a destinação de R$ 25 milhões para expandir a rede cicloviária no ano que vem.

João Doria vem dizendo que não ampliará a rede cicloviária e que removerá parte das ciclovias, o que já provoca mobilizações por parte de ativistas. A Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo) pediu um encontro com o prefeito eleito, que ainda não agendou a reunião.

“O prefeito receberá a todos os representantes de movimentos organizados que se proponham a apresentar propostas para melhorar as condições de vida da população e a qualidade dos serviços públicos em São Paulo. Ainda não há data marcada para o encontro com os cicloativistas”, afirmou a assessoria de João Doria, em resposta do portal UOL.

“As ciclovias serão preservadas onde funcionam bem, onde têm movimento, ciclistas. Não serão continuadas em calçadas nem onde não são utilizadas. Vamos fazer um estudo para avaliar isso”, disse o o prefeito eleito em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, nesta semana.

Se a proposta orçamentária não for mudada, a administração municipal será obrigada a fazer o investimento previsto em 2017. Para alterar a proposta, João Doria tem de negociar com a gestão Fernando Haddad e com os vereadores. O orçamento tem de ser aprovado até dezembro. João Doria toma posse em 1º de janeiro.

Ciclovias

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a cidade possui 464 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas atualmente. A prefeitura planeja expandir a rede para 1.500 quilômetros até 2030.

João Doria declarou que não pretende cumprir metas de criação de ciclovias. Segundo o prefeito eleito, elas só serão implantadas se houver “necessidade real e comprovada”.

Contradições

As declarações do prefeito eleito contradizem seu próprio programa de governo, disponível na página do Tribunal Superior Eleitoral na internet. Nele, afirma-se que a intenção é “adequar a malha cicloviária existente e a ser implantada com melhorias de sinalização e iluminação; promover a conexão dos pontos de ciclovias ou ciclofaixas já existentes, implantando, assim, uma rede cicloviária do município”.

Também há uma contradição em relação ao resultado da enquete feita na página da campanha eleitoral do prefeito eleito. A maioria dos internautas que respondeu a questão sobre ciclovias disse que elas “deveriam ser mantidas como estão e ampliadas”.

A intenção de João Doria também destoa da crítica feita à expansão da rede na gestão Haddad de que faltam conexões entre as ciclovias. A ampliação permitiria novas ligações.

* Com informações do UOL Eleições

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here