Memórias de uma realidade em extinção na Estação Paraíso do Metrô

Profissionais que já marcaram época na história da cidade e hoje encontram-se praticamente em extinção, sapateiros, barbeiros, soldadores e donos de minúsculas bancas de jornal são os astros da exposição “Invisíveis – Memória de um Cotidiano”, a partir do dia 10, na Estação Paraíso do Metrô. A mostra, composta por 19 fotos destaca, e procura eternizar, alguns destes resistentes ao uso de novas tecnologias e às transformações da cidade.

Para realizar o ensaio, o fotógrafo Cristiano Burmester percorreu diversos bairros paulistanos, como Tatuapé, Pinheiros, Santo Amaro e Vila Madalena, registrando parte do cotidiano destes trabalhadores “fora de moda”.

Cristiano Burmester atua como fotógrafo há 24 anos e já realizou trabalhos para grandes publicações, como a revista National Geographic. Atualmente, é presidente da Associação Brasileira de Fotógrafos.

A programação completa do mês de setembro da “Linha da Cultura” do Metrô está disponível no link http://www.metro.sp.gov.br/cultura/linhacultura/programacao.aspx

Deixe um comentário