Em dez anos, uso do Metrô proporciona economia de R$ 100,9 bilhões para para a cidade

59
Foto: Reprodução/Metrô

O uso do Metrô proporcionou uma economia de R$ 100,9 bilhões para a cidade de São Paulo no período 2005-2015, aponta o “Relatório de Sustentabilidade do Metrô – 2015”. O cálculo do “Balanço Social” decorrente da operação metroviária leva em conta a diminuição no tempo de viagens, redução na emissão de poluentes, menor consumo de combustível por ônibus e automóveis e redução de custo com acidentes de trânsito.

Apenas em 2015, essa economia foi de R$ 11,4 bilhões. A redução no tempo de viagem continua sendo o benefício social mais importante, representando 66% do total. Além do ganho financeiro, essa economia de tempo proporciona mais qualidade de vida, com 1 milhão de horas que podem ser utilizadas com a família, lazer ou estudos. Os dados de 2015 revelam ainda 19 mil acidentes evitados, além da redução da emissão de poluentes e redução de consumo de combustíveis.

Redução de emissões

O “Balanço Social” de 2015 revela que o uso do Metrô evitou que mais de 830 mil toneladas de emissões de gases de efeito estufa fossem para a atmosfera e 448,3 milhões de litros de combustíveis fossem consumidos. Comparado com outros modais, o Metrô, para transportar um passageiro pela distância de um quilômetro, em média, emite 17 vezes menos gases de efeito estufa que os automóveis à gasolina e 12,5 vezes menos que a emissão dos ônibus urbanos.

Sobre o Relatório de Sustentabilidade

O Relatório de Sustentabilidade abrange todas as áreas operacionais e administrativas da Companhia do Metrô, exceto a Linha 4-Amarela, operada pela empresa ViaQuatro. Conheça o Relatório de Sustentabilidade 2015 acessando este link no site do Metrô: http://www.metro.sp.gov.br/metro/sustentabilidade/pdf/relatorio-sustentabilidade-2015.pdf

Deixe seu comentário