Fundação Pró-Sangue lança campanha #MinhaDoaçãoValeOuro

Ação faz parte do Plano Operativo da Secretaria de Saúde do Governo de São Paulo para temporada esportiva

136

O Governo do Estado de São Paulo lançou nesta segunda-feira, 1 de agosto, campanha de doação de sangue #MinhaDoaçãoValeOuro. Ação faz parte do Plano Operativo da Secretaria da Saúde para suporte aos Jogos Olímpicos Rio 2016 de futebol que acontecem na cidade de São Paulo.

A iniciativa recebe o apoio oficial do Comitê Paulista das Olimpíadas 2016 e foi idealizada pela agência Publicis para a Fundação Pró-Sangue, de forma voluntária. O jogador de futebol Gabriel Barbosa, o Gabigol do Santos, é o protagonista da campanha e cedeu seu cachê para participar. A ação será veiculada durante todo o mês de agosto, quando acontece a jornada olímpica no país.

“Todo esse suporte faz parte de um plano de contingência do Governo do Estado de São Paulo para a realização de grandes eventos. A estratégia já foi colocada em ação por ocasião do evento mundial de futebol realizado no Brasil em 2014. Com essa campanha, que recorre a grandes ídolos e se une ao principal evento esportivo do planeta, temos a expectativa de reforçar o suporte transfusional”, afirma o prof. Dr. Vanderson Rocha, presidente da Pró-Sangue.

Nas peças veiculadas em mídia out of home e impressa, produzidas voluntariamente pela Publicis, os atletas aparecem na posição de quem canta o hino nacional, com a mão no peito. O texto diz “Nestes Jogos Olímpicos, todo mundo vai ter orgulho desta modalidade: salvar vidas”. A criação da campanha é de Jean Guelre, Diogo Dutra e Fred Gerodetti sob direção de criação de Hugo Rodrigues, Kevin Zung e Henrique Mattos.

Os espaços para veiculação foram cedidos gratuitamente pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo. As peças estão sendo divulgadas nas estações do Metrô e nos trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). No total foram produzidos 236 painéis.

Além dos anúncios impressos nas revistas Destak e Azul, a campanha está sendo veiculada na TV Minuto do Metrô, em pontos de ônibus e relógios de rua da Ótima, nos painéis da 29 Horas instalados nos aeroportos, além dos monitores da Eletromídia da Linha 4-Amarela e da CPTM.

A produção dos materiais contou com o apoio da LMG Digital e da Casa Vaticano.

Vale lembrar que todo material foi aprovado pela Rio 2016 e pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A exposição dos materiais promocionais podê ser conferida durante a viagem inaugural do Expresso Olímpico na quarta-feira, dia 3 de agosto, que contou com a presença do governador Geraldo Alckmin.

Atualmente são coletadas no Brasil cerca de 3,7 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,9% de doadores de sangue no país. O número ainda é pequeno, quando comparado aos padrões dos Estados Unidos e da Europa, que se encontram entre os 5% e os 7%.

“A Fundação Pró-Sangue está plenamente capacitada para dar cobertura transfusional no Estado de São Paulo durante o evento olímpico. Além de dispormos de uma reserva segura de hemocomponentes para a temporada esportiva, contamos com uma rede de doadores de sangue de fenótipo raro, denominada Redofera”, explica o professor Vanderson Rocha, presidente da Pró-Sangue.

Deixe seu comentário