Passageiros passam por 2° dia de transtorno no Aeroporto de Congonhas

139

Passageiros enfrentaram filas enormes e tiveram que remarcar voos nesta terça-feira, dia 19 de julho, no aeroporto de Congonhas, na segunda manhã de caos no aeroporto após a mudança das normas de inspeção.

Por volta das 6h, a fila dos raios X dava três voltas no térreo, ocupando toda a área de check-in até as escadas rolantes. No andar superior, a fila seguia pelo saguão, circular, até a porta de embarque.

O corredor que liga a área de check-in e o setor de embarque, com lojas em ambos os lados, ficou lotado. O clima era tenso, com passageiros nervosos, berrando uns com os outros sobre a organização da fila. Não havia funcionários organizando o fluxo nesse ponto, e era difícil encontrar o fim da fila.

No portão de embarque, uma mãe com uma criança buscava convencer o segurança a deixá-la entrar, gritando que perderia seu voo. Um funcionário, angustiado, tentava passar com um grupo de passageiros na frente, para evitar que o avião decolasse sem eles. Mas a logística era difícil e, no processo, outras pessoas se infiltraram no grupo para furar a fila.

Na segunda, dia 18 de julho, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) implementou novas regras de inspeção de passageiros nos aeroportos brasileiros. As normas de segurança dos voos domésticos passaram a ser semelhantes às de viagens internacionais – a ideia, segundo o órgão, é se adequar a padrões mundiais. Logo no primeiro dia, houve filas, atrasos e correria em diferentes aeroportos do país.

O superintendente do aeroporto de Congonhas, Carlos Alberto da Silva Sousa, disse na segunda-feira que os transtornos ainda devem durar uma semana.

Próximo da escada rolante, havia seguranças apenas para controlar o fluxo na subida. Funcionários da Infraero estavam concentrados no andar de cima, já perto do portão de embarque.

Por volta das 8h15, a situação já estava normalizada. No dia anterior, as filas se formaram a partir das 4h30 e só terminaram por volta das 9h30. Os seguranças tiveram que desativar a escada rolante, o que não ocorreu nesta terça. Segundo funcionários, o pico do aeroporto costuma ser nas segundas-feiras de manhã, entre 6h e 7h.

Deixe seu comentário