Funcionários da CPTM farão assembleia para analisar proposta do acordo coletivo de trabalho

675

Em nota de convocação aos funcionários da CPTM, os sindicatos (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo, Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana e  Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil) realizarão assembleia no dia 14/04, quinta-feira, para analisar as propostas oferecidas pela CPTM do acordo coletivo 2016/2017.

Na assembleia serão discutidos:

1. Análise da proposta para o Acordo Coletivo de Trabalho-2016/2017, a ser apresentada pela CPTM;
2. Na hipótese de rejeição da proposta, votação sobre a decretação de greve (Lei 7.783/89) e/ou suscitar o Dissídio Coletivo, bem como as ações a serem tomadas na sequência do processo negocial;
3. Declarar a Assembleia aberta para as tratativas necessárias às negociações pertinentes ao Acordo Coletivo, até a sua conclusão e assinatura;

Houveram muitas reuniões sem acordo, onde apesar dos números positivos, a empresa fala em “situação ruim”.

O prazo para apresentação da proposta da CPTM encerrou no dia 11/04, mas a empresa enviou uma nota ao sindicato solicitando prorrogação de mais 2 dias (até 13/04), pois está em negociação com o Governo do Estado.

Procurado, o Sindicato de São Paulo comentou sobre a assembleia a ser realizada:

“Serão discutidos na assembleia a proposta do acordo coletivo, e também será colocado sobre a paralisação caso não haja acordo. Mas não será de imediato a paralisação, pois a justiça não deixa fazer greve assim. Caso seja rejeitado o acordo e for definido greve, irá ser definido a data, pois tem que ter tempo de avisar a população, fazer cartazes, entre outras coisas.”

Local das assembleias:

Sindicato de São Paulo: na sede central, Praça Alfredo Issa, 20º andar – Luz
Sindicato da Sorocabana: local a definir
Sindicato da Central do Brasil: Rua Doutor Almeida Lima, 358 – Brás
Sindicato dos Engenheiros: dia 15/04/2016, às 12h, na Associação dos Engenheiros

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo representa os funcionários das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana representa os funcionários das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda e o Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil representa os funcionários das linhas 11-Coral e 12-Safira.

Deixe seu comentário