Aeroporto de Viracopos em Campinas ganha novo terminal

186

Após 23 meses de atraso, os voos domésticos do aeroporto de Viracopos, em Campinas, serão transferidos neste sábado, dia 23 de abril, para o novo terminal. A mudança ocorre a partir da meia-noite. Porém, o primeiro voo deve ser despachado do local por volta das 5h. Por dia, por volta de 28 mil passageiros passam pelo aeroporto de Viracopos.

A concessionária escolheu fazer a transferência dos voos domésticos no meio do feriado em razão do baixo volume de pessoas. O pico de passageiros deve ser registrado entre a noite de domingo, dia 24 de abril e a manhã de segunda-feira, dia 25 de abril.

A recomendação é para os passageiros chegarem com ao menos uma hora de antecedência ao aeroporto e façam check-in em casa, pela internet, ou nos terminais de autoatendimento no saguão.

O tráfego de veículos também vai mudar. O acesso agora ao novo terminal será direto. O motorista não vai mais precisar passar pelo terminal antigo, que será desativado e dará espaço, futuramente, a um centro de compras.

A sugestão para os passageiros que chegam com veículos próprios ou trazidos por familiares e amigos é a utilização do edifício-garagem, que dá acesso direto ao novo terminal por meio de elevadores e passarelas.

O preço para estacionar por até uma hora é de R$ 12,00. Para até duas horas, o valor sobe para R$ 17,00. Que ficar até três horas com o carro na vaga vai pagar R$ 22,00. O preço da diária é de R$ 50,00 com R$ 4,00 de acréscimo por hora adicional.

O novo terminal é o mesmo utilizado, desde junho de 2014, pelos passageiros que descem ou embarcam em voos internacionais. A inauguração ocorreu com a chegada de delegações estrangeiras de futebol para a Copa do Mundo no Brasil.

No ano passado, o aeroporto de Viracopos registrou 127.395 pousos e decolagens (queda de 3,1% ante 2014) e 10,3 milhões de passageiros (alta de 4,9% ante 2014).

ATRASO

Com o início da operação dos voos domésticos, fica encerrada a primeira fase da concessão do aeroporto de Viracopos pelo governo federal, que era garantir infraestrutura para até 25 milhões de passageiros por ano. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que fiscaliza o aeroporto, ainda avalia se todas as obras foram realizadas. Uma nova vistoria deve acontecer entre os dias 10, 11 e 12 de maio.

Pelo atraso inicial, a concessionária Aeroporto Brasil recebeu uma autuação. O valor da multa está sendo calculado e pode chegar a R$ 170 milhões, mais R$ 1,7 milhão por dia de atraso na obra. A segunda fase da concessão, ainda sem data para ser iniciada, contempla a construção de uma segunda pista para pousos e decolagens de aeronaves, além de obras de infraestrutura viária.

A concessionária Aeroporto Brasil informou que o atraso para a transferência dos voos domésticos ocorreu por problemas de caixa, o que afetou o cronograma de obras.

Deixe seu comentário