Viaduto Santo Amaro deve ser demolido, diz Fernando Haddad

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira (16) que as possibilidades de recuperação do Viaduto Santo Amaro, na Zona Sul da capital paulista, são “remotas”. Segundo o prefeito, durante cerimônia no Theatro Municipal para abertura do ano letivo de 2016 da Secretaria Municipal de Educação, a chance de recuperação é de 5%.

“Pelo volume de combustível que queimou durante horas embaixo do viaduto, as chances são muito remotas. Estima-se em 5% a chance de recuperação do viaduto”, afirmou. O viaduto foi danificado após um acidente envolvendo dois caminhões que causou uma explosão e fogo na Avenida dos Bandeirantes, no sábado (13).

A Prefeitura depende de laudos técnicos da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) para definir se vai demolir ou reformar a estrutura. Os documentos devem ser apresentados até sexta-feira (19). Só depois poderão ser definidos prazos para a resolução do problema.

Engenheiros da Prefeitura disseram ao prefeito que o fogo atingiu a marca de 1.000 ºC. “Pode ter comprometido definitivamente a estrutura de concreto. Se isso aconteceu, teremos que demolir sobretudo a parte central do viaduto e substituir talvez por uma nova tecnologia que seja mais rápida a substituição”, afirmou.

O Viaduto Santo Amaro está bloqueado nos dois sentidos, por tempo indeterminado, para a passagem de veículos. O acesso de pedestres está permitido.

Um escoramento metálico foi colocado sob a estrutura no fim de semana como medida de segurança enquanto a Prefeitura define o que será feito no local.

O viaduto também foi lavado com hidrojato para remover restos de concreto soltos devido ao incêndio. Quanto aos danos, o departamento jurídico irá avaliar se cabe ressarcimento por parte do motorista que causou o acidente.

Trânsito e desvios

Três faixas, em cada sentido da Avenida dos Bandeirantes, foram liberadas na madrugada de segunda-feira (15). A via segue interditada por uma faixa de cada sentido, usada para a instalação de uma estrutura de sustentação do viaduto. Também está interditado o acesso à Avenida Santo Amaro no sentido bairro para quem trafega na Avenida dos Bandeirantes no sentido Marginal Pinheiros.

A Avenida dos Bandeirantes é uma importante ligação entre a Marginal Pinheiros e o Sistema Anchieta-Imigrantes, que leva o motorista para o litoral Sul de São Paulo. Também possibilita o acesso para o Aeroporto de Congonhas e ao Corredor Norte-Sul e é um dos principais caminhos para quem vem ou vai para o ABC.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também indicou desvios para quem segue pela Avenida Santo Amaro. Segundo Haddad, os desvios efetuados pela companhia e o monitoramento do trânsito no local tiveram um melhor resultado nesta terça-feira em relação ao que ocorreu na segunda.

“Ainda temos um esforço adicional para conseguir superar uma dificuldade que é grande”, afirmou Haddad.

Veja os desvios que estão sendo feitos no local:

Avenida Santo Amaro (sentido Bairro/Centro)

Seguir pela Avenida Vieira de Morais, Avenida Vereador José Diniz/Avenida Ibirapuera, acessar a Avenida Imarés, depois a Alameda Jurupis, Avenida Moaci, retornar para a Avenida Ibirapuera (sentido Centro/bairro), acessar a Avenida Cotovia e acessar a Santo Amaro.

Avenida Santo Amaro (sentido Centro/Bairro)

Seguir pela Rua Prof. Vaia de Abreu, à esquerda na Rua Nova Cidade, Rua Alvorada, à esquerda na Rua Manuel Dutra, Avenida dos Bandeirantes (sentido Imigrantes), Rua Guaraiúva. A partir desse ponto, os veículos com destino à Avenida Santo Amaro poderão entrar à esquerda na Rua Kansas ou na Rua Nebraska.

Como opção de desvio pela Avenida dos Bandeirantes, a CET orienta que os motoristas em direção à Marginal Pinheiros, usem como alternativas as avenidas Roberto Marinho, Ceci e Indianópolis. No sentido Imigrantes, os motoristas podem optar pelas avenidas Padre Antônio José dos Santos, Guaraiúva ou Roberto Marinho.

Mudança no itinerário de ônibus

A SPTrans organizou desvios de itinerários para as linhas de ônibus que trafegam pelo trecho. Ao todo, são 25 linhas que circulam pelo local do acidente na Avenida dos Bandeirantes, altura do viaduto Santo Amaro:

(5111-10) Terminal Santo Amaro – Terminal Parque D. Pedro II
(5131-10) Cidade Ademar – Terminal Parque D. Pedro II
(5154-10) Terminal Santo Amaro – Terminal Princesa Isabel
(516N-10) Jardim Miriam – Praça Dom Gastão
(637G-10) Grajau – Pinheiros
(637G-51) Jardim Eliana – Pinheiros
(637J-10) V. São José – Pinheiros
(637P-10) Terminal Santo Amaro – Terminal Pinheiros
(6400-10) Terminal João Dias – Terminal Bandeira
(6414-10) Socorro – Terminal Bandeira
(6418-10) Real Parque – Brooklin Novo
(6418-31) Real Parque – Brooklin Novo
(6422-10) V. Cruzeiro – Terminal Bandeira
(6450-10) Terminal Capelinha – Terminal Bandeira
(6450-21) Terminal Capelinha – Itaim Bibi
(6450-51) Valo Velho – Terminal Bandeira
(6500-10) Terminal Santo Amaro – Terminal Bandeira
(6505-10) Terminal Guarapiranga – Terminal Bandeira
(669A-10) Terminal Santo Amaro – Terminal Princesa Isabel
(6913-10) Terminal Varginha – Terminal Bandeira
(6913-21) Terminal Varginh – Itaim Bibi (circular)
(709G-10) Terminal Guarapiranga – Itaim Bibi
(7550-10) Terminal Santo Amaro – Metrô Santa Cecília
(856R-10) Lapa – Socorro
(N701-11) Terminal Santo Amaro – Terminal Parque D. Pedro II (noturna)

Os semáforos foram substituídos, a fiação e sinalização de solo foram refeitas. Os ônibus atravessam a Avenida dos Bandeirantes pela pista lateral do viaduto, nos dois sentidos. Agentes da CET permanecerão no local para orientar e monitorar o trânsito. Faixas de orientação também foram colocadas no entorno do viaduto.

Fonte: G1 São Paulo

Deixe um comentário