Cartão BOM movimenta R$ 1,5 bilhão de créditos eletrônicos no transporte metropolitano da Região Metropolitana de São Paulo

185
Cartão BOM cartões

O transporte metropolitano por ônibus da Grande São Paulo, gerenciado pela EMTU/SP, movimentou em 2015 R$ 1,5 bilhão em créditos eletrônicos, por meio do Cartão BOM (Bilhete do Ônibus Metropolitano). Os créditos são emitidos pelo Consórcio Metropolitano de Transporte e usados para pagamento das tarifas nas 570 linhas intermunicipais da RMSP.

Até fevereiro deste ano foram emitidos 7 milhões de cartões eletrônicos, das modalidades Vale Transporte, Comum e Empresarial, Senior e Especial que propiciam também a integração com desconto de R$ 1,68 em 150 estações do Metrô e da CPTM, no próprio sistema de ônibus metropolitano, além de ser aceito em linhas municipais de 12 cidades da Grande São Paulo, a exemplo de Taboão da Serra, Carapicuíba, Arujá, Suzano, São Caetano do Sul, entre outras.

Cerca de 380 milhões de usuários utilizaram o BOM no mesmo período para se locomover na RMSP. Desse total, 72% utilizaram o BOM nos ônibus metropolitanos, o correspondente a R$ 1,09 bilhão de créditos eletrônicos; 15% usaram o cartão nos trilhos, o equivalente a R$ 210 milhões de créditos; e 13% nas linhas de ônibus municipais, envolvendo o valor de R$ 200 milhões.

O Cartão BOM possui grande abrangência territorial, pois é utilizado nas linhas que interligam os 39 municípios da RMSP, incluindo a capital, com o atendimento de 2 milhões de usuários por dia, aproximadamente.

Em 2016 já foram emitidos 100 mil cartões. Os usuários têm à disposição mais de 1.000 pontos de recarga disponibilizados pelo CMT/Autopass, além de 19 lojas e quiosques distribuídos na Grande São Paulo e na capital, incluindo estações de trens e Metrô. Para 2016 a previsão é de instalar novos pontos nas estações do Metrô Vila Pudente, Tatuapé Tucuruvi e da CPTM nas estações Barra Funda e Ferraz de Vasconcelos. Os créditos também podem ser adquiridos por meio do site www.cartaobom.com.br e a recarga é automática, no validador instalado nos ônibus. O mesmo pode ser feito com os créditos concedidos pelas empresas aos seus empregados, por meio do BOM Vale Transporte.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here