Denúncias de abuso sexual no Metrô de SP crescem 81%

Levantamento feito pela Rádio BandNews FM com apenas 10 mulheres constatou que todas passaram pela situação na linha Vermelha em 2014

205
Estação Corinthians-Itaquera
Estação Corinthians-Itaquera da Linha 3-Vermelha (Foto: Divulgação)

Denúncias de abuso dentro do Metrô de São Paulo cresceram 81% entre 2014 e 2015. Um levantamento feito pela Rádio BandNews FM com 10 mulheres na linha 3-Vermelha do Metrô constatou que todas tinham passado por uma situação como essa no último ano. Apenas duas denunciaram, mas cinco delas disseram que, se passassem fossem abusadas de novo, registrariam ocorrência.

A cada ano, o serviço de mensagens de celular do Metrô recebe cada vez mais denúncias: em 2013, foram 10; no ano passado, o número subiu para 61 e, nesse ano, para 111.

A Delegacia de Polícia do Metropolitano, que apoia o sistema de controle de delitos, registrou, nos últimos 22 meses, 235 boletins de ocorrência ligados a crimes contra a mulher.

Envie SMS denúncia para (11) 97333-2252.

Aplicativo Helpme

Além do serviço de mensagens de celular do Metrô, existe o aplicativo HelpMe (Ajude-me, em tradução literal) que surgiu em outubro com a proposta de ajudar mulheres a pedir socorro de uma maneira rápida.

O aplicativo permite que a vítima de abuso emita uma sirene no mesmo momento em que sofre o abuso, chamando a atenção para o agressor. No HelpMe, também há a opção de mandar mensagens para as centrais de atendimento dos transportes. Esses recados podem ser detalhados, em que a mulher informa onde está, o número da linha, o sentido, a próxima estação e o número do trem; ou podem ser urgentes, em que um botão é apertado e o SMS é enviado em menos de 10 segundos para que a vítima receba ajuda.

O aplicativo – que também permite fazer denúncias de outros problemas como furtos, assento preferencial desrespeitado, comércio ilegal, pregação religiosa, vandalismo, som alto, ar condicionado desligado – está disponível gratuitamente para iOS e Android.

Fonte: Rádio Band News FM

Deixe seu comentário