Linha da Cultura traz arte e entretenimento para os passageiros do Metrô em novembro

143
Foto: https://anjodeprata.wordpress.com

A partir de 1º de novembro, a Linha da Cultura do Metrô apresenta várias atrações para os usuários do sistema metroviário.

No dia, 4 na estação Santa Cecília, da Linha 3-Vermelha, acontece o “Festival de Cenas Curtas de Teatro”. O “Grupo Caixa de Imagens” encena, às 17h30, uma adaptação do livro Macunaíma, de Mário de Andrade. Em seguida se apresenta o “Colectivo AR-BR”, com a representação de um sujeito, Omar, que questiona os lugares comuns de uma cultura dominante e as violências inviabilizadas.

Nos dias 3, 4, 5, 29 e 30, na vitrine da estação São Bento, da Linha 1-Azul, ocorre a performance “Tietê, onde queres me levar?”, em que dois atores se banham em uma piscina de plástico, e interagem com o público. Há também uma exposição fixa com o mesmo tema ao longo do mês de novembro.

A estação Marechal Deodoro é palco de “10 minutos de Ópera”, quando serão apresentados trechos do acervo do Theatro São Pedro. O evento é no 24, às 12horas.

Na área livre da estação Luz, da Linha 1- Azul, realiza-se a mostra “Embalarte – arte, história e design da embalagem no Brasil.” A exposição aborda a evolução das embalagens no decorrer do tempo, desde as utilizadas pelos indígenas.

A partir do dia 10, na estação Sé da Linha 1-Azul, há a exposição “Angola – cultura e desenvolvimento”, destacando aspectos culturais e tradições do povo angolano.

Já na estação Vila Madalena, da Linha 1-Azul, fica exposto “Olhares do Canteiro”, uma mostra composta por fotografias que retratam o dia a dia de trabalhadores da construção civil. As fotos foram feitas no canteiro de obras pelos próprios operários.

Já a estação Clínicas, da Linha 2-Verde, é local, de 10 a 30 de novembro, para a exposição “Arte de Viver”. Os quadros foram feitos por pacientes em tratamento de esquizofrenia e de transtorno bipolar, que expressam seus sentimentos através das pinturas.

A programação completa pode ser acessada no site do Metrô: www.metro.sp.gov.br

Deixe seu comentário