Em 6h, SP registra 20% da chuva esperada do mês e queda de árvores

158
Árvore cai e bloqueia via na Zona Norte de São Paulo (Foto: Reprodução TV Globo)

Quase 75 árvores caíram na cidade na madrugada desta segunda-feira (28).
Capital paulista tinha doze pontos de alagamento nesta manhã, diz CGE.

A madrugada desta segunda-feira (28) foi chuvosa na capital paulista. Em apenas seis horas, choveu o equivalente a 20% do volume esperado para todo o mês de setembro em São Paulo. Segundo a Prefeitura de São Paulo, 71 árvores caíram em um período de 6 horas durante esta madrugada. No fim de semana foram 80 no total.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), os ventos chegaram a 81 km/h no Mirante de Santana às 2h, 77,8 km/h no aeroporto de Guarulhos e 64,8 km/h no aeroporto de Congonhas, na zona sul. A precipitação média foi de 23,9 mm.

Com 192,7 mm, é o setembro mais chuvoso desde 1995, quando se iniciou a série histórica do CGE. A média para o mês é de 67 mm de precipitação.

Na Rua Vespasiano, na Lapa, Zona Oeste, uma árvore atingiu três carros e a rede elétrica por volta das 2h. Os moradores da região estão sem energia. Funcionários da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) estão no local. De acordo com os moradores da região, há vários pedidos da retirada da árvore que caiu na subprefeitura da região, mas era feita somente a poda. Um desvio foi montado para os motoristas na região, que seguiram pelas ruas Faustolo, Caio Graco, Guaicurus, Espartaco e Clélia para sair na Vespasiano, depois do trecho da queda da árvore.

Meia hora depois, uma árvore de pequeno porte caiu na rua Palestra Itália, na região de Perdizes. A rua está parcialmente interditada.

Na Rua Regina Garba, na região do Jaraguá, na Zona Norte da capital, a queda de uma árvore deixou duas pessoas feridas. As vítimas tiveram ferimentos na coluna e foram encaminhadas para o hospital. Na Rua Felipe Cardoso, na travessa da Avenida do Cursino, uma árvore caiu sobre o muro de uma escola.

Outras duas árvores caíram por volta das 3h, na zona leste de São Paulo. Uma delas caiu na rua Figueira da Polinésia, no Jardim Matarazzo, interditando totalmente o trecho. Já a segunda árvore caiu na avenida avenida Mario Alves, no Jardim Pedro José Nunes, interditando uma faixa.

No mesmo horário, foi registrada também a queda de uma árvore na rua Ida da Silva, na Vila Guilherme, na zona norte. A rua está totalmente interditada.

Ainda na zona norte, a queda de uma árvore às 4h interdita totalmente a rua Jorge Valim, na vila Ester.

Editoria de arte/Folhapress

Na última temporada de chuvas, a Prefeitura de São Paulo registrou 1.765 árvores caídas na capital paulista entre 11 de novembro e 4 de fevereiro. Isso representa uma média de 21 árvores por dia – metade da quantidade que caiu na madrugada desta segunda.

Alagamentos

Às 7h30, havia 12 pontos de alagamento na capital paulista, de acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), quatro intransitáveis. Um dos pontos intransitáveis estava na Avenida Santos Dumont, na altura da Avenida do Estado, no sentido Santana. Às 8h, não havia mais pontos intransitáveis.

Às 9h50, os alagamentos estavam na avenida Cruzeiro do Sul, Tiradentes e Rio Branco, no centro; na rua Maestro Gabriel Migliori, Freguesia do Ó, e na avenida Morvan Dias de Figueiredo, Vila Maria –todos transitáveis.

Semáforos

Às 7h, 15 semáforos estavam desativados devido a falta de energia elétrica e outros 21 em manutenção.

A Avenida Ibirapuera, na zona sul, foi a mais atingida pelos problemas de eletricidade que desativaram semáforos na capital. Às 6h30, sete faróis estavam desligados entre os cruzamentos com a Rua Vieira de Moraes e a Avenida Rouxinol, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Às 9h40, cinco destes semáforos já haviam sido consertados, e 0,9% dos semáforos da capital permaneciam desativados ou em manutenção.

Carro danificado por árvore caída na Rua Vespasiano, na Vila romana, zona oeste de São Paulo. Foto: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
Prefeitura retira árvore caída na rua Vespasiano, na Vila Romana, zona oeste. Foto: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Fonte: G1 e Folha de São Paulo

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here