Aplicativos de táxi isentam cobrança de 50% sobre corrida para o Aeroporto de Guarulhos

Pelo menos três aplicativos inseriram a opção para pedir táxi sem taxa de retorno. Acréscimo é feito apenas para corridas intermunicipais.

884
Aplicativos de táxi

Pelo menos três aplicativos de táxi de São Paulo incluíram a opção para os passageiros irem até o Aeroporto de Guarulhos, sem precisar pagar a taxa de retorno de 50% sobre o valor total da corrida. O decreto municipal 52.066, de 30 de dezembro de 2010, prevê que a cobrança seja feita quando o passageiro contrata o serviço para viagens metropolitanas (entre municípios).

A isenção da taxa ocorre em meio a discussão sobre o aplicativo Uber de carona remunerada em carro particular, que não cobra taxa para ir ao aeroporto.

O aplicativo 99Taxis disponibilizou na sexta-feira, dia 28 de agosto, a opção em seu sistema – o pagamento pode ser realizado tanto por cartão quanto por dinheiro, segundo Pedro Somma, chefe de operações da marca. Aqueles que escolherem pagar com cartão de crédito ganharão 20% de desconto sobre a corrida além da isenção da taxa.

A isenção valerá apenas para as viagens para o Aeroporto de Cumbica e será opcional: o passageiro clica no pagamento sem a taxa de 50% sobre o valor e o taxista aceita, se quiser.

Para liberar a opção, a 99Taxis realizou uma pesquisa com os taxistas e 7 mil deles aceitaram fazer as corridas para Guarulhos sem incluir o valor de 50%. Cerca de 85% dos que aceitaram responder à pesquisa se declararam favoráveis à opção de inseção.

Os aplicativos Via Táxi e Fuji Táxi, que também fazem serviço de rádio táxi, aderiram a isenção da taxa de retorno há cerca de 15 dias. De acordo com o diretor das duas empresas, Rodrigo Romero, a isenção busca “trazer mais clientes e fidelizar os atuais”, mas ele não nega a concorrência com o Uber: “claro, também, devido à concorrência com o Uber. Preferimos concorrer com eles desta maneira”, completou.

Já o Easy Taxi disse que estuda aderir ao desconto, mas, antes, está realizando uma pesquisa com os taxistas cadastrados. Já o Wappa, aplicativo mais utilizado por empresas, não acrescentou a opção na versão para celular e disse que não pretende aderir, pelo menos por enquanto. Apenas as rádios parceiras ao aplicativo é que, recentemente, aderiram ao desconto.

O decreto

O decreto da Prefeitura de São Paulo para a cobrança da taxa de 50% no valor da corrida entre municípios foi atualizado em 2010, mas a medida começou a valer para o Aeroporto de Guarulhos apenas em janeiro desde ano.

Os taxistas, segundo a SPTrans, não são obrigados a cobrar a taxa, mas são livres para cobrá-la apenas quando o passageiro viaja de um município para outro sem retornar para a cidade de início. Leia o decreto aqui.

Uber

O Uber, aplicativo polêmico de motoristas particulares, não realiza a cobrança desde sua chegada a São Paulo, em junho de 2014. Apesar de a maior parte dos aplicativos de táxi negar a liberação da isenção em suas plataformas por causa dessa nova opção, a chegada do Uber a São Paulo e, principalmente nas viagens ao Aeroporto de Guarulhos, preocupa os taxistas.

A forma de cálculo do valor da corrida do Uber não utiliza taxímetro. A tarifa é medida pela distância e pelo tempo de corrida.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here