Moradores protestam contra reintegração de posse na Brasilândia

206
Pessoas protestam contra reintegração na Zona Norte de São Paulo (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Moradores colocaram móveis no meio da Rua Doutor Augusto do Amaral, na Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, para protestar contra uma reintegração de posse de um terreno na Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab), na manhã desta terça-feira (16).

Cerca de 450 famílias ocupavam a área desde abril de 2014. Parte alega não ter onde se abrigar e deixar seus pertences. “A gente não tem para onde ir, está muito difícil, a gente está desesperado, não dorme”, disse uma moradora.

Às 7h, a PM chegou para cumprir a ordem judicial e os moradores foram avisados de que os móveis seriam levados para um depósito da Cohab. “Onde nós vamos colocar nossos filhos?”, indagava uma outra mulher.

O clima ficou tenso e os policiais montaram um cordão de isolamento para evitar confrontos. Os policiais chegaram a jogar uma bomba de gás lacrimogêneo. Pelo menos uma mulher desmaiou.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Público (SSP), no local havia cerca de 800 pessoas ligadas ao movimento Frente de Luta por Moradia (FLM).

Os moradores estavam instalados em cerca de 300 barracos de madeira e 10 casas de alvenaria. A Cohab pretende fazer um projeto habitacional no local, de acordo com informações do processo judicial.

A Cohab disse que deixou 10 caminhões para ajudar as famílias na mudança. Duas retroescavadeiras eram usadas para demolição dos barracos.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

comentários