Mesmo com feriado, proximidade de grandes eventos lota centro de SP

90

Quem foi ao centro de São Paulo nesta sexta-feira (5) em busca de um lugar mais tranquilo para fazer compras durante o feriado prolongado se enganou. As principais ruas de comércio popular da região, como a 25 de Março e José Paulino, ficaram lotadas e chegaram a causar até congestionamento.

Impulsionada por grandes eventos na cidade, como a Marcha para Jesus – que ocorreu nesta quinta (4) – e a Parada do Orgulho LGBT –marcada para domingo (7) atraíram um grande público para pontos turísticos da cidade. Alguns deles, como o Mercado Municipal, chegaram a registrar filas na entrada.

A lotação dos pontos de comércio popular também é explicada pela aproximação do Dia dos Namorados, comemorado na próxima sexta-feira (12). Nesta sexta, alguns serviços também funcionaram normalmente, como as agências bancárias e os postos do Poupatempo.

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a cidade registrava 100 km de lentidão às 18h20. Essa lentidão, porém, estava abaixo da média para o horário e representava apenas 11,5% dos 868 km de vias monitoradas pela prefeitura. A média para o horário é de 21,8%, segundo os dados da companhia.

Com 24 km de filas, a região central central concentrava 24% do congestionamento de toda a capital paulista. A via com a maior lentidão no horário era a marginal Tietê, com 11,4 km de tráfego lento no sentido Ayrton Senna. A morosidade estava concentrada entre as pontes dos Bandeirantes e Vila Guilherme.

Durante a maior parte do dia, o índice de lentidão ficou baixo na cidade, como o esperado para um feriado. No horário do almoço (das 12h às 16h), porém, ele ficou próximo à média de um dia comum.

Às 13h30h, foram registrados 52 km de filas, o equivalente a 6% da malha da cidade. Num dia normal, a média para o mesmo horário é de 6,6%.

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe seu comentário