Greve de condutores perturba serviço de trens na Alemanha

97

Uma greve de condutores de trem na Alemanha forçou nesta terça-feira o cancelamento de dois terços das conexões entre as grandes cidades do país, indicou a companhia pública Deutsche Bahn.

A greve, a oitava em oito meses, foi convocada pelo sindicato de condutores GDL e começou na tarde de segunda-feira com os trens de mercadorias, antes de seguir com os trens de viajantes nesta terça-feira a partir das 02h00 locais (23h00 de Brasília).

Prevista até domingo tanto para o transporte de passageiros quanto para o de mercadorias, esta greve é a mais longa da história da Alemanha.

O sindicato de maquinistas GDL trava desde o ano passado uma disputa com a direção da companhia pública para se converter em interlocutor e poder negociar acordos salariais para outras categorias de funcionários, além dos condutores.

As cidades de Leipzig, Dresden e Halle, no leste do país, são as mais afetadas pela greve, com apenas 15% de trens em circulação. A Deutsche Bahn colocou à disposição vários trens noturnos para que os passageiros pudessem dormir em Munique (sul), Hamburgo (norte), Berlim e Frankfurt (oeste).

A companhia voltou a propor na segunda-feira a intervenção de um mediador externo para retomar as negociações, mas o sindicato GDL rejeitou a oferta.

Com informações da AFP.

Deixe seu comentário