Aplicativo de celular para motorista fiscalizar estradas é lançado

Problemas como animal na pista e buracos poderão ser relatados no Eu-Vi; quatro rodovias da região estão no programa.

331
para motorista

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) lançou um aplicativo para celular pelo qual motoristas podem informar, em tempo real, as condições das rodovias do Estado de São Paulo e problemas como buracos, queimadas e animais na pista.

O Eu-Vi abrange as estradas sob concessão (que possuem pedágio), o que inclui, na região, as rodovias Washington Luís, Antônio Machado Sant’Anna (entre Araraquara e Ribeirão Preto), Brigadeiro Faria Lima (de Matão a Bebedouro) e Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior (acesso de São Carlos para Ribeirão Preto). Ao todo, são 6,4 mil quilômetros de rodovias.

“A ideia é aproveitar esse entusiasmo das pessoas com a tecnologia, o fato de que muita gente hoje já tem um smartphone, e pedir a colaboração de todos os usuários das rodovias do Estado para continuar mantendo-as entre as primeiras do País”, informa a diretora-geral da Agência de Transporte do Estado de São Paulo, Karla Bertocco Trindade.

Pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes, divulgada no mês passado, aponta que as 23 melhores rodovias do Brasil são dentro de São Paulo ou passam pelo Estado de São Paulo. Todas elas são concedidas.

Local exato

O aplicativo, disponível gratuitamente para baixar em celulares com sistema operacional iOS e Android, permite que o motorista, encontrando uma falha estrutural ou de segurança (animal na pista, pichação, mato alto), passe as informações e o local exato, com fotos e vídeos, por meio de geolocalização (GPS).

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo, então, diz que vai cobrar uma solução das concessionárias que administram as rodovias de São Paulo. E tem até prazo para isso.

A ocorrência de um animal na pista, por exemplo, deve ser resolvida no mesmo dia. Alguma passarela mal-iluminada, em uma semana.

“Identificando os problemas, estabelecemos os prazos sob pena de ter alguma advertência ou mesmo uma multa. Contamos com o apoio do usuário, pois não tem fiscalização mais precisa do que ter um fiscal em todas as rodovias, 24 horas por dia, sete dias por semana”, diz a diretora.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here