Exposição Passagens propõe reflexão inovadora da mobilidade urbana

0
60
Passagens
Foto: Divulgação

Em uma cidade como São Paulo encontramos barreiras para nossos deslocamentos a pé como uma calçada esburacada, a sinalização apagada onde deveria existir uma faixa de pedestre ou semáforos quebrados impedindo de atravessar uma via com segurança.

Da mesma forma precisamos ter passagens em nossa cidade para melhorar a nossa experiência de mobilidade urbana, como uma passarela para atravessar uma via movimentada por veículos ou novas estações e linhas de metrô para reduzir o tempo que se locovemos aos nossos compromissos.

O Instituto Cidade em Movimento justamente pensando nos pequenos espaços da mobilidade urbana, como escadarias, cruzamentos, vielas ou passarelas, que determinam a satisfação de nossos deslocamentos diários pela cidade, inaugurou uma exposição sobre Passagens, os pequenos espaços que fazem a grande diferença na mobilidade urbana.

A exposição “Passagens – Espaços de transição da cidade do século XXI” foi elaborada pelo Instituto Cidade em Movimento Internacional reunindo quatro anos de atividades e pesquisas relacionadas a todos os pequenos espaços e atalhos de mobilidade urbana.

Dezenas de publicações, levantamentos, concursos e projetos realizados em 20 diferentes cidades do mundo estão reunidos nesta exposição que já foi apresentada nas cidades de Buenos Aires, Barcelona, Xangai, Pequim e Paris. A exposição além de reunir fotos, vídeos e instalações mostra quais foram os principais problemas dessas 20 cidades e quais foram as soluções encontradas.

A mobilidade urbana na cidade nos permite ter acesso aos principais serviços, ao patrimônio histórico e cultural e encontrarmos com outras pessoas, ficando claro que não podemos depender apenas do transporte público para realizar essas competências. Pedestres, ciclistas e cadeirantes também estão encaixados nesta condição com o direito de reinvindicar passagens e conexões de qualidade para termos segurança e conforto na mobilidade urbana.

Foto: Photo12/Alamy/Divulgação

O público também pode interagir com a exposição nas redes sociais, basta postar as fotos das barreiras e passagens que encontram no seu dia a dia pela cidade, não esquecendo de usar a hashtag #mostrapassagens. Algumas das imagens serão mostradas em um monitor localizado no espaço da exposição.

A exposição pode ser visitada até o dia 8 de abril, das 10h às 18h, no Museu da Casa Brasileira, que fica localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705. Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada). Adultos maiores de 60 anos e crianças até 10 anos não pagam. Aos finais de semana e feriados, a entrada é gratuita para todos.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO