Linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM recebem mais quatro trens

0
15
9500 trem hyundai rotem novos trens
Foto: Gilberto Marques/A2img

Nesta semana mais quatro novos trens foram entregues para as linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM, totalizando 28 novos trens em operação (sendo 18 trens na Linha 7-Rubi e 10 trens no serviço Expresso Leste da Linha 11-Coral) do lote de 65 unidades compradas.

Com a entrega de mais quatro composições, a CPTM dá continuidade ao processo de padronização da frota de todas as linhas, readequando as séries de trens de acordo com a necessidade operacional. O objetivo é oferecer trens modernos e com ar condicionado, proporcionando mais conforto aos passageiros.

LINHA 11-CORAL

Na segunda-feira, dia 4 de dezembro, dois novos trens da série 8500, fabricadas pela empresa CAF, entraram em operação no serviço Expresso Leste (Luz – Guaianases), totalizando 10 novas unidades em operação na linha.

LINHA 7-RUBI

Na quarta-feira, dia 6 de dezembro, a CPTM recebeu mais dois novos trens da série 9500 para a Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí), totalizando 18 novas unidades em operação na linha. Os trens foram fabricados pela empresa Hyundai Rotem. Cerca de 458 mil passageiros estão sendo beneficiados com a renovação da frota.

“Já são 28 trens novos. Os dois entregues hoje vão para a Linha 7-Rubi, que é a que tem a frota mais antiga, da década de 50. Ainda neste mês de dezembro completaremos 30 trens novos. E o ano que vem mais 35, totalizando 65 trens novos”, disse o governador Geraldo Alckmin, antes de enaltecer as características das composições.

NOVOS TRENS

Com salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), os trens possuem monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Os demais trens serão entregues ao longo dos próximos meses e entrarão em operação, após a realização de testes que são feitos nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização. Dependendo das necessidades de ajustes que surgirem e do tempo de solução por parte do fabricante, os testes podem ser prolongados. As novas composições serão incorporadas para a renovação da frota de acordo com a necessidade operacional de cada linha.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO