CPTM assina contrato de construção da nova Estação Francisco Morato da Linha 7-Rubi

Obras começam neste ano e englobarão três plataformas, cinco escadas rolantes e três elevadores

0
224
CPTM Francisco Morato

A CPTM assinou nesta quinta-feira, 16 de novembro, o contrato de obras de implantação da nova Estação Francisco Morato, na Linha 7-Rubi. O evento foi realizado no Palácio dos Bandeirantes com a presença do governador Geraldo Alckmin, do secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, e do presidente da CPTM, Paulo Magalhães.

O consórcio vencedor foi o SpaviasTelar pelo valor de R$ 114,9 milhões, o que gerou uma economia aos cofres públicos de cerca de R$ 57 milhões sobre o valor orçado. As obras começarão ainda neste ano e o prazo de execução é de 36 meses, contados a partir de ordem de serviço, mais um ano de operação assistida.

A nova estação terá 6.000 metros quadrados de área construída, três plataformas de embarque e desembarque, cinco escadas rolantes, três elevadores e todos os itens de acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Serão implantados dois acessos, sendo que um ligará a estação ao terminal rodoviário da Prefeitura de Francisco Morato e o outro chegará até a Rua Gerônimo Garcia, importante via do município. Hoje, circulam cerca de 35 mil passageiros por dia em Francisco Morato.

MODERNIZAÇÃO NA LINHA 7-RUBI

Atualmente, 16 novas composições circulam na Linha 7-Rubi, iniciando o processo de padronização da frota da CPTM.

Os trens modernos têm salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes). Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Essa é a maior linha da CPTM, com 60,5 quilômetros de extensão e liga a Estação da Luz a Jundiaí. O trecho maior, com 39 km, vai da Luz até Francisco Morato e atende cerca de 395 mil passageiros/dia útil. Já a extensão entre Francisco Morato e Jundiaí tem 21,5 km e é utilizada em média por 30 mil passageiros/dia útil.

ESCADAS ROLANTES

Também durante o evento, o governador Geraldo Alckmin assinou um instrumento de liberação de crédito do Fundo Metropolitano de Financiamento e Investimento com o município de Francisco Morato no valor de R$ 1,3 milhão para a realização de obras e serviços de engenharia que vão possibilitar a futura instalação de escadas rolantes de acesso ao Terminal Rodoviário Urbano Leste. A escada rolante será instalada posteriormente pela CPTM para vencer um desnível de 10 metros existente no terminal, o que melhorará a mobilidade dos passageiros.

A obra inicial, que inclui fundações e estruturas em blocos, pilares, vigas e lajes, além da impermeabilização, cobertura e fechamento em estrutura metálica, pisos, arremates, guarda-corpos, pintura, instalações hidráulicas, elétricas e iluminação, vai gerar 30 empregos diretos e 10 empregos indiretos.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO